Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Amber Heard troca equipe de relações públicas dias antes de depor em tribunal

Ela está frustrada por sua história não ter sido contada de forma eficaz

Johnny Depp e Amber se enfrentam no tribunal
Johnny Depp e Amber se enfrentam no tribunal - Samuel Corum abr. 2022/AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A atriz Amber Heard, 36, trocou equipe de relações públicas dias antes de depor em tribunal no processo de difamação movido pelo ex-marido Johnny Depp, 58. Ela não está gostando da cobertura que está recebendo na mídia sobre sua batalha judicial com Depp, segundo o The Post.

A atriz de "Aquaman" abandonou a empresa de relações públicas Precision Strategies na quinta-feira (28) depois de ficar frustrada com a imprensa desde que começou seu julgamento por difamação, no mês passado. Fontes disseram que ela não gosta de manchetes ruins e por sua história não ter sido contada de forma eficaz.

Depp está processando Heard em US$ 50 milhões (cerca de R$ 233 milhões), alegando que a ex-esposa o difamou em um editorial de 2018 no Washington Post, onde ela discutiu ser vítima de violência doméstica. O advogado de Heard argumenta que Depp abusou da atriz física e sexualmente.

A atriz, que deve começar a depor na terça-feira (3), agora tem a consultoria Shane Communications para ajudá-la a se posicionar melhor no tribunal da opinião pública. A nova equipe de relações públicas, liderada pelo CEO David Shane, já trabalhou contra Depp antes.

A mudança repentina de relações públicas veio depois de vários dias de depoimentos no tribunal de testemunhas de Depp e uma multidão inflamada nas mídias sociais que se voltou contra Heard.

A empresa ajudou a destacar as alegações apresentadas pelos ex-gerentes de negócios de Depp, The Management Group, alegando que a estrela de "Piratas do Caribe" precisava contratar um psiquiatra por seu hábito de "gastos compulsivos" de US$ 2 milhões por mês (cerca de R$ 9,9 milhões).

Ainda assim, especialistas em comunicação disseram que a nova equipe de relações públicas de Heard tem uma batalha difícil pela frente.

Heard se opôs à ideia de ter câmeras no tribunal, no entanto, a equipe de Johnny Depp ganhou a moção para que tudo o que ocorresse durante o julgamento fosse televisionado, sem a oportunidade de selecionar quais informações seriam divulgadas e quais não seriam vistas.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem