Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

'Sou muito fã de Anitta', afirma cantora Fernanda Abreu, pioneira do funk

Artista diz que está na hora de o ritmo carioca estar no mainstream

   A cantora Fernanda Abreu no Camarote da Arara, na Sapucaí, no Rio de Janeiro
A cantora Fernanda Abreu no Camarote da Arara, na Sapucaí, no Rio de Janeiro - Marlene Bergamo - 23.abr.22/Folhapress
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Rio de Janeiro

Fenômeno pop que divide opiniões no país —e só nele, porque no exterior ela é unanimidade—, Anitta, 29, tem entre suas admiradoras a carioca Fernanda Abreu, mulher pioneira no universo machista do funk no Brasil.

"O trabalho dela é maravilhoso, todos nós devíamos nos orgulhar" diz a cantora, hoje com 60 anos (acredite), em um dos camarotes da Marquês da Sapucaí, na segunda noite de desfiles do Carnaval carioca.

Fernanda tem o tal "lugar de fala" para dar opinião com tanta ênfase sobre a funkeira de Honório Gurgel, que há menos de uma semana ocupou o primeiro lugar em visualizações no YouTube mundial pelo clipe de "Envolver".

O vídeo de Anitta teve mais de 140 milhões de visualizações na plataforma, número que equivale a três vezes a população da Espanha.

"Chegou o momento de o funk estar no mainstream, e ela tem toda a propriedade de fazer o que está fazendo", atesta Abreu, uma das responsáveis pela popularização do ritmo no país, no fim dos anos 1980. "Sou muito fã da Anitta, é isso", finaliza.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem