Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Bernardinho diz que saiu da seleção francesa para cuidar da filha

Segundo ex-técnico, a filha mais nova sofre com o divórcio de Fernanda Venturini

O ex-técnico da seleção brasileira Bernardinho - Fábio Rocha/Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O ex-treinador de voleibol da seleção brasileira Bernardo Rocha, 62, mais conhecido como Bernardinho, revelou que decidiu deixar a seleção francesa para cuidar de sua filha mais nova, que está bastante abalada devido ao divórcio dele com Fernanda Venturini, 51.

"Desde meu divórcio, a situação tem sido um pouco difícil com minhas duas filhas. A mais nova [de 12 anos] sofreu com a separação. Psicologicamente, ela estava mal. Discutimos, mas percebi que não podia deixá-la sozinha", afirmou ele em entrevista ao jornal francês L'Equipe.

O ex-treinador havia assumido o comando da seleção francesa em 2021, com o objetivo de buscar o bicampeonato olímpico nos jogos de Paris 2024. Bernardinho ainda acrescenta que deixar a seleção foi uma das decisões mais difíceis de sua vida.

"A decisão foi a mais difícil da minha vida. Não é fácil abandonar um projeto tão bonito, tão especial. Estavam à vista os Jogos Olímpicos de Paris, com um grande grupo de jogadores", completou. Bernardinho e Fernanda Venturini, também ex-jogadora de vôlei, foram casados por 21 anos e ficaram juntos até o mês de outubro do ano de 2020. Eles são pais de Júlia e Vitória.

Segundo Venturini, o rompimento aconteceu no dia 9 de setembro e, inicialmente, eles seguiram na mesma casa. "Temos uma boa relação e duas filhas", afirmou ela, na época. "Quando a separação acontece de maneira saudável, quando não há traição, não há motivos para o convívio não ser amigável. Ficamos juntos por 25 anos, casados por 21", acrescentou ela.

A assessoria de Bernardinho disse que o técnico não comenta nada sobre a sua vida pessoal. Os dois começaram o namoro em 1995. Na época, Venturini era a levantadora titular da seleção brasileira feminina de vôlei, comandada pelo técnico. O casamento ocorreu em Curitiba.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem