Celebridades

Noivo de Gabby Petito fez barraco em restaurante antes do sumiço dela, diz TV

Briga teria ocorrido no dia em que ela mandou última mensagem à família

Gabby Petito com o noivo Brian Laundrie - Instagram/gabspetito
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Um casal de Nova Orleans afirma ter presenciado uma das últimas aparições em vida de Gabby Petito, que foi encontrada morta aos 22 anos após passar dias desaparecida. Eles relataram à Fox News nesta quarta-feira (22) que viram a influenciadora americana e o noivo, Brian Laundrie, em um restaurante do estado americano do Wyoming.

Nina Celie Angelo e Matthew England, estavam na cidade de Jackson Hole para um casamento no final de agosto. No dia 27, eles foram comer num restaurante mexicano, onde contaram ter visto o casal numa discussão acalorada com funcionárias do local —uma garçonete e uma recepcionista.

Angelo afirmou que não conseguiu ouvir o que estava sendo dito, mas que, pela linguagem corporal, Laundrie estava discutindo por causa da conta. Ela diz que ele parecia "agressivo". Petito teria se desculpado pelo comportamento do noivo.

O incidente foi lembrado pelo casal só depois que imagens de uma briga entre a influenciadora e o noivo foram divulgadas. Eles dizem ter contado sobre a discussão para as autoridades.

Procurado pela Fox News, o gerente do restaurante disse que não lembrava do incidente. O FBI (equivalente à polícia federal nos EUA), que conduz as investigações, não comentou o assunto.

A data em que o incidente teria ocorrido coincide com o último contato que Petito fez com a família. No dia 1º de setembro, Laundrie chegou à casa dos pais, na Flórida, já sem a noiva. Em teoria, o casal estava fazendo uma viagem de van pelo país.

O corpo da influenciadora foi encontrado no último domingo (19) em um acampamento ao norte de Jackson Hole. Ela era considerada desaparecida desde o último dia 11.

Laudrie está sendo procurado pela polícia da cidade de North Port, na Flórida. A operação inclui o uso de cães farejadores e até de uma equipe de mergulho, que estão vasculhando a reserva Carlton, onde ele disse à família que passaria alguns dias.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem