Celebridades

Rafael Cardoso passa por cirurgia no coração: 'Risco de morte súbita'

Ator diz que está se sentindo muito bem e deve receber alta em breve

Rafael Cardoso faz cirurgia cardíaco
Rafael Cardoso faz cirurgia cardíaco - Instagram/@rafaelcardoso9
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Rafael Cardoso, 35, passou por uma cirurgia cardíaca nesta quinta-feira (3). O ator é portador de uma miocardiopatia hipertrófica congênita, doença que faz com que uma porção do músculo cardíaco fique hipertrofiada, e teve um desfibrilador implantado.

"Passei hoje por uma cirurgia para implantar um desfibrilador cardíaco", compartilhou nas redes sociais. "Tenho uma miocardiopatia hipertrófica congênita, com a qual convivi até agora sem problemas."

Ele disse que recentemente a doença estava causando mais preocupação. "No último mês descobri que essa condição levou a uma fibrose no músculo cardíaco que me põe no grupo de risco de morte súbita", afirmou. "É isso que o desfibrilador evita."

"Agradeço ao dr. Fabrício Braga, que me diagnosticou, e ao cirurgião dr. Eduardo Saad e equipe, que hoje implantaram o desfibrilador, e à equipe do Hospital Copa Star pelo cuidado e carinho", disse. "A cirurgia foi rápida, estou me sentindo muito bem e amanhã mesmo já volto para casa."

Atualmente, Cardoso está no elenco de quatro das cinco novelas que a Globo tem na grade hoje, sendo uma delas inédita e três reprises.

Ele dá vida ao "meio vilão" Renzo, de "Salve-se Quem Puder", que vai ao ar às 19h; ao cozinheiro Vicente, em "Império" (2014-2015), reprisada na faixa das 21h; a Rodrigo, na reprise de "A Vida da Gente" (2011), às 18h; e a Jorgito, em "Ti ti ti" (2011), no Vale a Pena Ver de Novo.

Apesar desse trabalho vasto, Cardoso celebra atualmente o sucesso em outra área, após encontrar espaço, nos últimos meses, para pôr em prática o que chamou de projeto de vida: a agricultura sustentável em sua fazenda.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem