Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Designer que trabalhou com Lady Gaga elenca os melhores looks da cantora

Nicola Formichetti atuou junto à popstar por uma década

Lady Gaga, foto  Captura de tela cortesia de YouTube/Interscope Records
Lady Gaga, foto Captura de tela cortesia de YouTube/Interscope Records - YouTube/Interscope Records
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O estilista e diretor criativo Nicola Formichetti, 43, elegeu os seus vestidos favoritos do período em que trabalhou com Lady Gaga. O ranking foi feito para a revista Variety, e é uma comemoração aos dez anos de lançamento de “Born This Way”.

“Tudo com Gaga, principalmente na moda, sempre vem da música. É sempre importante que incorporemos o que ela quer fazer com sua música”, disse Formichetti à revista sobre sua parceria criativa com a cantora. Veja a seguir os vestidos escolhidos e o momento em que foram utilizados.

Lady Gaga
Lady Gaga, foto Captura de tela cortesia de YouTube/Interscope Records - YouTube/Interscope Records
Em primeiro lugar na listagem, aparece a roupa na contracapa do álbum “Born This Way”. “Esta peça escultural de couro para Thierry Mugler foi algo que eu havia desenhado quando comecei a trabalhar para o ateliê. Foi inspirado na anatomia, levando-a ao extremo. Os seios eram pontudos e o calcanhar alongado. Jogamos o cabelo dela dessa forma punk rock que deu o tom para toda a época”, disse o designer.

Gosma: “Minha favorita, é a roupa que criamos com o artista Bart Hess. Era uma roupa criada com gosma texturizada. Era ela coberta por este material 'sobrenatural'. Nós soprávamos nele para que tivesse diferentes silhuetas, texturas e cores. Como você pode ver no videoclipe, ela sai desse ovo com gosma, e você renasce para essa nova raça sem julgamento, sem preconceito e sem discriminação. Esta gosma representou aquele nascimento”, falou Formichetti.

Chegada no Grammy de 2011: “A primeira vez que tocamos ‘Born This Way’ foi muito significativa para todos nós. Colaboramos com o designer de moda e artista britânico Hussein Chalayan para criar o recipiente para fins de incubação. Nós a levamos ao longo do tapete vermelho no Grammy dentro do navio, e aquele foi um grande momento, mas nós a mantivemos dentro do ovo e a trouxemos para o palco, e ela nasceu e cantou a música”, revelou o diretor criativo.

Performance de “Born This Way” no Grammy: “A roupa era toda de látex porque, para ela, látex é a sua segunda pele. É o DNA dela. Ela sempre usou látex desde o início como Lady Gaga. O látex simboliza o estágio inicial do renascimento. A cor também foi muito importante. Queríamos fazer algo que fosse um pouco apagado, muito neutro e uma cor incomum - quase industrial. Fizemos essa maquiagem azul que foi inspirada em David Bowie, e o lado glam. Nós misturamos essas cores estranhas com um toque glam na maquiagem que elevou todo o visual”, disse o artista.

Lady Gaga
Lady Gaga, foto Captura de tela cortesia de YouTube/Interscope Records - YouTube/Interscope Records

Clipe da música Judas: “Minha cena favorita, em particular, é a última, onde ela é apedrejada pelo seu pessoal. Pegamos um vestido de Christian Lacroix, que era um grande e branco, quase como um vestido de noiva, mas estilizamos com trepadeiras. Se você olhar de perto, pode ver os sapatos de trepadeira que ela está usando”, comentou Nicola Formichetti.

Semana de moda de Paris: “Foi uma das primeiras vezes em anos que músicos foram usados no contexto da moda. Hoje em dia, parece normal e é importante trabalhar com artistas se você tem uma marca, mas há dez anos essa não era a norma. Eu tive problemas para conseguir roupas de alguma marca famosa. Você poderia contar os artistas: Madonna, Bjork, Cher e Tina Turner. Era uma indústria completamente diferente. Música e moda estão completamente fundidas agora”, relembrou o designer.

Lady Gaga
Lady Gaga, foto captura de tela cortesia de YouTube/Interscope Records - YouTube/Interscope Records

Gêmeos zumbis em “Born This Way”: “Meu favorito, pessoalmente, era aquele com Rico, o Garoto Zumbi (Rick Genest). Ambos usavam smokings que eu havia desenhado e os transformei em gêmeos. Tínhamos um rabo de cavalo rosa gigante, e era tão especial”, falou o diretor criativo.

Apresentação de Jo Calderone: “Apresentamos Jo Calderone na Vogue Hommes Japan, que criei com Nick Knight. Não dissemos que era Gaga. Era Jo, e eu coloquei isso na capa, mas as pessoas sabiam. O vídeo ‘Você e eu’ era simples. Ele é um roqueiro com essa vibe de músico. Ele estava com uma camiseta branca suja. Essa camiseta branca era da Uniqlo, e nós amamos um momento ‘Uniqlo’”, comentou o artista.

Lady Gaga
Lady Gaga, foto Captura de tela cortesia de YouTube/Interscope Records - YouTube/Interscope Records

Clipe de “Edge of Glory” e premiação CFDA: “Eu desenhei aquela roupa na premiação CFDA para [o estilista] Thierry Mugler. Naquela época, não tínhamos Zoom e eu estava trabalhando com minha equipe em Paris, e em algum lugar ao longo do caminho, misturamos as cores e, quando a roupa chegou no dia, era uma cor completamente diferente do que pensávamos. Pensamos: ‘Foda-se!’. E para Gaga, como acontece o tempo todo, dissemos: ‘Vamos pegar um pouco de tinta spray, tachas, cobrir tudo de preto e colocar um pouco de tule e pronto’, rememorou Formichetti.

Coleção para a Barneys: “A loja de departamentos Barneys nos pediu para criar uma coleção para a época de feriados. Fizemos um evento fantástico e divertido, inclusivo e baseado na comunidade. A roupa que ela usou foi desenhada por Karl Lagerfeld para a Chanel. Foi completamente Gaga. Ela parecia uma princesa no clássico Chanel, jaqueta atemporal. E Karl tornou isso lindo”, concluiu o designer.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem