Celebridades

Xuxa é criticada após dizer a Taís Araújo que queria nascer negra em outra vida

Fala foi feita durante entrevista no programa Superbonita, no canal pago GNT

Taís Araújo entrevista Xuxa no programa Super Bonita, da GNT
Taís Araújo entrevista Xuxa no programa Superbonita, do GNT - Reprodução/GNT
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Xuxa Meneghel, 58, causou nova polêmica em uma conversa com Taís Araújo durante o programa Superbonita, do canal pago GNT. À apresentadora do programa de comportamento, ela disse que gostaria de nascer negra em outra encarnação. O programa foi ao ar no último dia 27, mas só recentemente a fala ganhou repercussão nas redes sociais.

"Se você nascesse outra vez, você gostaria de vir como?", perguntou Araújo. Ao que Xuxa respondeu: "Queria vir com a tua cor [de Taís Araújo], o teu cabelo, a tua pele". Nisso, ela foi cortada pela apresentadora do GNT, que disse: "Amor, não é bolinho não, hein?! Quer mesmo? Vir preta não é mole, não. Depois te conto o que é vir preta nesse país, nesse mundo. É eita atrás de vixe."

Xuxa ainda tenta consertar, dizendo que ia se amar muito, se olhar no espelho toda hora. Mas Araújo reforçou: "Eu também me amo, mas o problema não sou eu não, amor". "Comigo está tudo certo, mas o mundo lá fora pra gente é danado", completou.

A fala foi feita por volta dos 34min10s do programa, que se encontra disponível para assinantes na plataforma de streaming dos Canais Globo.

Nas redes sociais, a apresentadora foi criticada pela sua fala. Internautas chegaram a lembrar que não existiu nenhuma paquita negra em seus programas.

No Twitter de Xuxa, a última publicação da apresentadora é de 27 de março de 2021, e consiste em um pedido de desculpas sobre outra fala sua. Na época, a apresentadora havia falado em uma live da Assembleia Legislativa do Rio que remédios e vacinas sejam testados em presidiários.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem