Celebridades

Carlos Vereza processa Mário Gomes após áudio viralizado a favor de Bolsonaro

No áudio, Gomes critica política de esquerda e o próprio Vereza

Carlos Vereza e Mário Gomes - Montagem
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O ator Carlos Vereza, 81, entrou com um processo no Juizado Especial Cível da Barra da Tijuca, no Rio, contra o também ator Mário Gomes, 68. O motivo foi o áudio viralizado pelo próprio Gomes com mensagens dele que teoricamente foram enviadas a Vereza com conteúdo político.

Na mensagem, de pouco mais de quatro minutos, Mário Gomes cobra explicações de Vereza por causa de um possível apoio dele a uma suposta candidatura do apresentador Luciano Huck e contra Jair Bolsonaro.

Em outro momento do áudio, Gomes diz que a falta de oxigênio nos hospitais de Manaus é por culpa dos inimigos do Bolsonaro e ele cita nomes como Marcelo Freixo, João Doria e Luciano Huck.

Porém, o surgimento do áudio tem sido rebatido por Vereza. Na mensagem, não é possível escutar qualquer trecho com declarações de Vereza.

“Acabo de entrar com um processo contra o ator Mário Gomes por danos morais e materiais. Espero que aprenda a não gravar um áudio, onde somente ele fala, dando a impressão que estava conversando comigo. E, depois, covardemente, jogar nas redes sociais sem que eu soubesse do que se tratava. Pena. Aprendeu rápido com o gabinete do ódio a fabricar notícias falsas”, escreveu Vereza no Facebook.

Mário Gomes foi procurado, mas não respondeu às solicitações até a publicação deste texto. Ele também está sendo processado por Freixo justamente por causa da relação que ele fez entre a extinção do oxigênio em Manaus com Freixo.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem