Celebridades

Xororó faz carrinhos de madeira e acaba com 'briga' entre filhos de Sandy e Junior

Cantor contou a divertida história enquanto mostrava os brinquedos que fez para os netos

Xororó exibe brinquedos que fez para os netos
Xororó exibe brinquedos que fez para os netos - Instagram/@xororo
São Paulo

Xororó, conhecido Brasil afora pela bem-sucedida carreira com o irmão Chitãozinho, tem um hobby: a marcenaria. Na última sexta-feira (27), ele postou um vídeo no Instagram, contando que evitou uma "briga" entre os netos, Theo, 6, filho de Sandy e Lucas Lima e Otto, 3, primogênito de Junior Lima e Mônica Benini.

“O Theo ganhou esse caminhãozinho aqui que eu estou pintando e o Otto também queria. Só tinha um", começou mostrando o brinquedo de madeira causador da discórdia. "Eu falei ‘não precisa brigar. O vô faz um para você’, aí o vô fez esse daqui ó. O dele tem até volantinho. E assim o vô evitou uma briga”, comentou, satisfeito, o cantor, que exibiu também um dos bancos que fez para que os netos possam alcançar a pia para lavar as mãos.

Os filhos orgulhosos e também a nora e o genro comentaram na publicação do sertanejo. "Arrasou, vovô", escreveu Junior". Já Sandy se referiu ao pai como "marceneiro preferido". "Vovô, você é demais", disse Benini. E Lucas não perdeu a chance de brincar com o dom do sogro. "Cadê publi? Marcas, vocês estão perdendo tempo!!", disse, em referência aos posts patrocinados, comuns nas redes sociais.

No mês de abril, Xororó, ao lado do irmão, Chitãozinho, de Sandy, Junior e do genro, Lucas, mostraram o lado solidário. Eles gravaram um vídeo pedindo doações ao Hospital de Clínicas da Unicamp, no interior paulista, no combate ao novo coronavírus. O hospital faz parte da rede do SUS (Sistema Único de Saúde).

No conteúdo, os artistas explicaram que há mais de 3.000 profissionais que trabalham no combate à Covid-19. "Como está acontecendo em todo o mundo, materiais como luvas, máscaras e gorros, que são trocados várias vezes ao dia, já estão acabando", falou Xororó à época, sobre uma das deficiências do hospital.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem