Celebridades

Grazi Massafera diz que mordeu cabeça de rato na infância e teve lombriga: 'História nojenta'

Atriz participou do Que História É Essa, Porchat?, exibido nesta terça (8)

Grazi Massafera participou do "Que História É Essa, Porchat?"
Grazi Massafera participou do "Que História É Essa, Porchat?" - Reprodução/GNT
São Paulo

Grazi Massafera, 38, foi uma das convidadas de Fábio Porchat no último programa de Que História É Essa, Porchat? exibido na noite desta terça-feira (8), no canal pago GNT. Através de um vídeo, a atriz relembrou momentos inusitados da sua infância no interior e chocou o apresentador.

Nascida em Jacarezinho, no interior do Paraná, Massafera relembrou uma história nojenta, como ela mesma disse, de quando descobriu que tinha uma lombriga, aos 12 anos de idade. "Estava na casa de uma prima vendo Sessão da Tarde e senti um negócio estranho. Fui no banheiro e vi que tinha um negócio pra fora. Sai correndo pela com aquilo pendurado e gritando: 'Nasceu o rabinho'", contou a atriz.

Segundo ela se tratava de uma lombriga muito grande e brava. "Minha mãe me levou para o banheiro e puxou. Que história nojenta, né? Eu virei chacota da família inteira até hoje por causa disso. A pior parte foi para matá-la, pois teve que ser com uma enxada", completou.

Grazi Massafera definiu o momento como divisor de águas de sua vida. Isso porque desde sempre a artista teve muito cólica –por causa da lombriga, que nem sabia que existia. Na opinião dela tudo aconteceu porque aos três anos de idade ela mordeu a cabeça de um rato.

"Vi um ratinho passando e mordi a cabeça dele. A minha tia estava lavando roupa, quando passou um ratinho, e eu tenho uma vaga lembrança de que arranquei a cabeça do rato e fiquei com ele na mão, até que a minha mãe tirou ele de mim", contou.

O apresentador Fábio Porchat e Tom Cavalcante, também convidado, deram bastante risada da história de Massafera, que contou com muito bom humor, porém não escondeu o constrangimento.

Confira o momento abaixo:

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem