Celebridades

Ellen DeGeneres é acusada por ter praticado bullying com garoto de 11 anos

Homem relatou que era chamado de 'gordo e estúpido' pela apresentadora

Ellen DeGeneres - VALERIE MACON / AFP
São Paulo

O nome de Ellen DeGeneres, 62, está sob mais uma mira de acusação. Após o seu talkshow, Ellen DeGeneres Show ter sido acusado de tratar mau funcionários –com casos de assédio moral e racismo–, a apresentadora foi citada por praticar bullying quando tinha 20 anos de idade

Ben Gravolet, 52, afirmou ao jornal The Daily Mail nesta quinta-feira (6) que sofreu bullying de DeGeneres quando ele tinha apenas 11 anos de idade. Na época, a apresentadora trabalhava na em uma agência de recrutamento de talentos, onde a mãe de Gravolet era gerente.

Segundo ele, a comunicadora criticava seu peso e o chamava de estúpido. "Era apenas uma pessoa cruel, desagradável e horrível (...) Eu tentava fazer a lição de casa no escritório e ela me chamava de burro, gordo e criticava as minhas roupas", disse Gravolet, que passou a evitar as visitas à sua mãe.

Ainda de acordo com a denuncia do morador de Nova Orleans, ele era apenas um menino quando Ellen DeGeneres fazia questão de deixá-lo chateado. “Não acho que haja desculpa para isso. Eu era um garoto indefeso e ela uma mulher adulta", ressaltou.

Com a polêmica dos ex-funcionários, a apresentadora se desculpou por meio de uma carta, à qual a US Weekly teve acesso: “No primeiro dia do nosso programa, eu disse a todos que o Ellen DeGeneres Show seria um lugar de felicidade. Obviamente, algo mudou e estou desapontado ao saber que esse não foi o caso. Por isso, me desculpem”, escreveu. “Quem me conhece sabe que isso é o oposto do que eu acredito."

Vance DeGeneres, irmão da comunicadora, também saiu em sua defesa e disse que tudo não passava de uma besteira .“Ela é uma luz brilhante em um mundo sombrio. É uma das pessoas mais gentis e generosas que você pode conhecer. E uma das mais engraçadas”, disse em sua conta no Twitter.

O The Ellen DeGeneres Show vai passar por uma investigação realizada pela própria Warner Bros, segundo informou a revista Variety, sobre a denúncia de racismo feita por uma ex-funcionário negra que trabalhou na produção por um ano e meio. Em seu relato, publicado pelo site Buzzfeed, a mulher –que preferiu não divulgar o nome– disse ter passado por uma série de situações constrangedoras e preconceituosas.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem