Celebridades

Jessica Simpson diz que perdoou mulher que abusou sexualmente dela aos 6 anos

Cantora disse que confrontou abusadora há 8 anos, após jornada de autoconhecimento

A cantora Jessica Simpson
A cantora Jessica Simpson - Reprodução/Instagram
São Paulo

Jessica Simpson, 40, falou abertamente sobre o abuso sexual que sofreu quando criança em depoimento ao podcast "The Gift of Forgiveness" (o dom do perdão, em português). A cantora estadunidense afirmou que, há oito anos, confrontou a mulher que se aproveitou dela.

"Eu cheguei nela e apenas disse: 'Eu sei que você sabe o que estava acontecendo e eu sei que você estava sendo abusiva', porque ela estava sendo abusada também por um cara mais velho", disse Simpson. "Ele também estava na casa o tempo todo também. Ele nunca me tocou, mas estava abusado dela e depois ela vinha até mim e me fazia coisas. De muitas formas, eu me sentia mal por ela e deixava o abuso acontecer."

"Na hora, eu disse que sabia que ela tinha que lidar com muita coisa e que achava que ela provavelmente deveria conversar com alguém e achar uma forma de entender, perdoar e sarar desses momentos", prosseguiu a cantora. "Só quero que você saiba que eu te perdoo e não me importo muito de estar perto de você ou nunca mais te ver, mas eu quero que saiba que eu sei o que ocorreu entre a gente e que não vou viver minha vida em negação."

No começo do ano, a cantora falou pela primeira vez sobre o assunto no livro de memórias "Open Book" (livro aberto, em tradução livre). Os abusos teriam começado quando ela tinha apenas 6 anos.

A cantora diz que decidiu conversar com a abusadora depois de seu divórcio. "Fiz muita reflexão espiritual", contou. "Estava solteira na época, entrei nessa jornada de autoconhecimento e sabia que eu não poderia avançar sem falar com ela. Eu não queria deixar nada não dito. Fiquei sem falar por muito tempo."

"Sabia que se eu fosse honesta com ela isso deixaria a minha conciência limpa", completou. "Até mandei o livro para ela e disse que esperava que trouxesse alívio para ela."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem