Celebridades

Nasce Benjamin, primeiro filho de Titi Müller após mais de 30 horas de parto

'Recebemos Benjamin em parto normal, humanizado, potente e cheio de amor'

Titi Müller vibra com o nascimento do filho
Titi Müller vibra com o nascimento do filho - Instagram-11.jun.2020/titimuller_
São Paulo

Titi Müller, 33, deu à luz Benjamin, seu primeiro filho com Tomas Bertoni, músico e vocalista da banda Scalene, na noite desta quinta-feira (11), na maternidade Pro Matre, em São Paulo.

Sem complicações, Benjamin chegou após 30 horas de trabalho de parto com 3 kg e 49 centímetros. A apresentadora estava com 37 semanas. Nas redes sociais, ela compartilhou o momento com os internautas e revelou que a experiência foi potente e "cheia de amor".

"Conseguimos! Depois de mais de 30 horas entre o momento em que a bolsa estourou e até a sua chegada, recebemos Benjamin em um parto normal, humanizado, potente e cheio de amor. Obrigada equipe maravilhosa que me conduziu nessa travessia e meu amor, Tomas Bertoni, que esteve o tempo todo ao meu lado. Nunca me senti tão poderosa na vida inteira. Mulheres, nós somos incríveis", escreveu Müller em seu perfil no Instagram.

Artistas e amigos fizeram questão de parabenizar o nascimento de Benjamin, entre eles Adriane Galisteu, Pathy de Jesus, Tatá Werneck, Didi Wagner, Felipe Andreoli, Thammy Miranda, Marcus Majella, entre outros. "Que momento! Parabéns! Que Deus abençoe ! Saúde!", escreveu a humorista e apresentadora do Lady Night.

Titi Müller e Tomas Bertoni se casaram em setembro de 2019, em São Paulo. A união foi feita com uma cerimônia civil intimista e celebrada posteriormente com uma festa.

Em maio, Titi Müller teve uma foto em que aparece nua mostrando a barriga de grávida removida pelo Instagram. A plataforma removeu a imagem sob alegação de que estava infringindo às regras. "Removemos seu (sua) publicação porque ele (a) viola nossas diretrizes da comunidade sobre nudez ou atividade sexual. Nossas diretrizes são baseadas em nossa comunidade global, e alguns públicos podem ser sensíves a coisas diferentes", dizia mensagem da plataforma à apresentadora após remover a foto.

"Poderiam se preocupar mais com perfis que espalham ódio e fake news e deixar nossos corpos em paz", disse Müller, em seu stories, na ocasião. Cinco dias após a remoção, Müller republicou a imagem, e disse: "Tive minha primeira foto denunciada e deletada por 'atividade sexual'. Acho que agora vai". "Não tinha nada aparecendo na foto original", completou.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem