Celebridades

'Quarentena é excelente momento para descobrir seu corpo', diz Ju Malaguti

Apresentadora do E! acaba de estrear programa próprio no canal

Ju Malaguti - Instagram/jumalaguti_
São Paulo

Ju Malaguti, 28, é a mais nova apresentadora do canal E!. Depois de participar do programa Alto Leblon - Garotas do Rio, a jovem estreou na segunda passada (11) o POP!, que reúne pílulas de dois minutos exibidas entre uma série e outra, diariamente. A intenção é trazer dicas e informações gerais sobre assuntos modernos, e de relevância, para os espectadores "rirem, chorarem e aprenderem".

"De início, eu pensei: 'Que responsabilidade!'", afirma a jovem em entrevista por videoconferência com a imprensa. "No Alto Leblon, meu maior propósito no programa era passar a minha verdade –quem eu sou no dia a dia. No POP!, eu posso mostrar uma parte exótica [...] É uma dose diária durante a programação do canal, com assunto leves, muitas dicas legais e o ponto de vista de personalidades."

A estreia do programa foi propositalmente marcada para o aniversário da apresentadora, que pede como presente uma entrevista com Kim Kardashian West, um de seus principais ídolos. Olhando para trás, Malaguti avalia o caminho que percorreu desde que abriu a sex shop “We Fuck”, até tornar-se uma das estrelas do E!. "Eu era muito perdida em relação ao futuro da minha vida", conta. "Consegui fazer meu negócio vingar e aí veio televisão."

Depois de superar tantas barreiras e alcançar o sucesso, seu propósito é ajudar mulheres que nunca tiveram orgasmos. "A quarentena é um excelente momento não para usar produtos eróticos, mas para você se descobrir e descobrir seu corpo. O produto erótico te dá o prazer, para você se conhecer e mergulhar nisso."

O NOVO PROGRAMA DO E!

Com 150 pílulas encomendadas, o POP! traz convidados para falar sobre temas que vão de moda e gastronomia a até feminismo, androginia e gordofobia. Malaguti explica que um dos quadros do programa, o Socionário, tem o intuito de ser um "dicionário da sociedade" para informar pessoas sobre termos como estes três citados acima, cada vez mais popularizados.

"Entre um programa e outro, eu tenho certeza de que podemos plantar sementinhas para gerar debates interessantes entre as pessoas que assistem. São assuntos muito bons, e os convidados realmente dão suas opiniões", diz a apresentadora.

Pela variedade de assuntos, ela afirma que o público-alvo do programa são todas as mulheres. "Se você tiver 15 anos de idade ou 50, vai querer uma dica de maquiagem, ver um prato diferente, rir de alguma coisa. E ainda contamos histórias inspiradoras de mulheres."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem