Celebridades

Enrique Iglesias faz homenagem ao padrasto que morreu de Covid-19

'Estamos passando por tempos difíceis e esta emergência tocou muitas pessoas', diz cantor

Enrique Iglesias durante show no Texas
Enrique Iglesias durante show no Texas - Suzanne Cordeiro/AFP
São Paulo

O cantor Enrique Iglesias, 44, lamentou a morte de seu padrasto com uma publicação em seu perfil no Instagram nesta quinta-feira (26). Carlos Falcó morreu aos 83 anos de idade após contrair a Covid-19, por causa da pandemia do novo coronavírus.

"Nós estamos passando por tempos difíceis e esta emergência tocou muitas pessoas, incluindo minha família. Vamos ficar em casa e cuidar de nós e das pessoas que amamos. Mandando muito amor e força", escreveu Iglesias, junto a uma foto antiga em que ele aparece, ainda criança, com a mãe e o padrasto.

Falcó estava internado desde 15 de março em um hospital de Madri. A morte foi anunciada nas redes sociais pela meia-irmã de Iglesias, Tamara Falcó. "Papai, você não tem Instagram, mas como sempre você descobre tudo o que faço, você sabe que eu te amo e você é o melhor pai que nunca poderia desejar. Te amo, Tamurini."

FAMOSOS COM CORONAVÍRUS

Com a expansão do coronavírus, já foram registrados vários casos confirmados entre famosos, atletas e até políticos. Tom Hanks, 63, e a mulher, Rita Wilson, 63, foram alguns dos primeiros a ter resultado positivo, mas também estão na lista desde a atriz Fernanda Paes Leme, 36, até o tenor espanhol Placido Domingo, 79.

No Brasil, Di Ferrero afirmou também em suas redes sociais que foi diagnosticado com a doença e, alguns dias depois, confirmou complicações pulmonares: "Muito importante se resguardar agora", disse. Já a influenciadora Gabriela Pugliesi, 33, se isolou em casa, após ter contraído a doença, provavelmente no casamento da irmã.

Outros famosos que estiveram no casamento de Marcela Minelli também confirmaramter contraído a doença, como a cantora Preta Gil, que foi uma das atração da festa, e a influenciadora Shantal Verdelho e seu filho, Filippo, de apenas um ano. Os três passam bem.

Também tiveram resultado positivo após terem os sintomas a ativista Luísa Mell, 41, e o marido, e o cantor Dinho Ouro Preto, 55. Já a apresentadora Ana Hickmann, 39, relatou ter febre alta, calafrios e dores no corpo, mas disse que não fará o exame ainda, já que não apresenta insuficiência respiratória.

Já na política, o secretário de comunicação do governo Jair Bolsonaro, Fábio Wajngarten também foi diagnosticado com a Covid-19, após viagem da comitiva brasileira para os Estados Unidos. Depois dele, vários outros membros da comitiva foram confirmados com a doença. O teste presidente, no entanto, deu negativo.

Ainda entre os políticos, mas dessa vez internacionais, podemos citar ainda a ministra da Igualdade da Espanha, Irene Montero, 32, que foi diagnosticada positiva para a doença, no dia 12 de março, e a esposa do primeiro ministro do Canadá, Sophie Grégoire, Trudeau, que testou positivo para o coronavírus.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem