Celebridades

Chiquinho Scarpa namora mulher que fez curso para atrair ricaço; ela se diz fisgada por gentileza

Assessora executiva e conde se conheceram há duas semanas; ele quer filhos e casamento

Chiquinho Scarpa posa com Fernanda Rizzi, a sua nova namorada
Chiquinho Scarpa posa com Fernanda Rizzi, a sua nova namorada - Instagram/@feeasmarias
São Paulo

O conde Chiquinho Scarpa, 68, está de namorada nova. Trata-se da assessora executiva Fernanda Rizzi, 38. Os dois se conheceram há duas semanas e namoram desde segunda-feira (9). Em entrevista ao F5, Chiquinho conta já ter planos com ela.

“Penso em me casar, sim, pois sou viúvo e posso subir ao altar. Possivelmente aconteça ainda este ano. Também quero muito ter filhos, mas depende dela”, adianta Scarpa. Fernanda já tem duas filhas: Maria Clara e Maria Fernanda, de 13 e 18 anos.

Segundo Chiquinho, o pedido de namoro aconteceu no restaurante do chef Erick Jacquin. “Ela trabalha em um escritório de advocacia em frente à minha casa e todos os dias passa na frente de onde eu moro por volta das 13h. Agora eu tomei coragem e fui conversar com ela. Pedi o número do WhatsApp e fomos conversando quinta, sexta, sábado, domingo e segunda, quando a convidei para jantar e a pedi em namoro”, explica.

Pelas redes sociais ambos divulgaram fotos do casal com roupa de gala. “Meu verdadeiro amor”, escreveu Scarpa, enquanto a amada postou a foto com corações.

Uma curiosidade: Fernanda já fez curso de etiqueta cuja uma das disciplinas era como conseguir conquistar um homem rico. “Se você quer arranjar uma pessoa sofisticada e rica, ele não vai a um estádio de futebol, ele vai estar em um campo de golfe”, diz Fernanda em reportagem do Superpop (RedeTV!) de 2019.

“O que eu ganho da pessoa que eu estou, o que ele me traz, financeiramente falando, é muito mais prazeroso do que trabalhar, acordar cedo, pegar ônibus. Não tenho nada contra, mas eu escolhi esse tipo de vida”, completou ela na ocasião.

Porém, em papo com o F5, Fernanda revelou que o dinheiro e o poder de Chiquinho não estão sendo levados em conta nesse começo de relação. "Claro que seria hipócrita se eu falasse que conheceria um cara rico e não ficaria com ele. Quem que não gosta de ganhar presente, viajar. Mas quando ele me abordou fiquei encantada com a gentileza dele. Para mim ele não é o conde, ainda estou tentando entender", afirma.

"Não levo em conta o poder e o dinheiro, mas sim o jeito como ele me trata. Estou saindo de um relacionamento complicado, então por determinado momento deixei de acreditar que existia amor. O patrimônio do Chiquinho ficou em segundo plano", completa.

Sobre casar, ela diz que tem essa vontade. Já sobre ter mais filhos, a assessora executiva prefere a cautela. "É muito precoce."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem