Celebridades

Taylor Swift critica pressão para que mulheres engravidem: 'Somos mais do que incubadoras'

Cantora foi eleita uma das quatro 'Pessoas do Ano' pela revista People

 
Taylor Swift
Taylor Swift fala a respeito da pressão que mulheres sofrem para formar família - Reuters
São Paulo

Taylor Swift, 29, criticou a cobrança social para que mulheres tenham filhos e comecem uma família ainda muito jovens. Para a cantora,  “quanto mais as mulheres expressam seu desconforto publicamente, mais se torna a norma social que pessoas que fazem perguntas em festas como 'quando você vai começar uma família?' para alguém assim que completa 25 anos sejam consideradas um pouco rudes".

Na última edição da revista People, que a elegeu como uma das quatro "Pessoas do Ano", a cantora explicou que as mulheres deveriam se sentir confiantes em se posicionar de forma contrária a questões desse tipo. "É bom termos permissão para dizer: 'Ei, só para você saber, somos mais do que incubadoras".

A artista acredita que ainda levará um tempo para que a sociedade entenda isso.  "Você não precisa perguntar isso a alguém apenas porque essa pessoa tem mais de 20 anos e é mulher". Swift disse, ainda, admirar aqueles que publicamente promovem a mensagem positiva de que o envelhecimento não é algo que se deva temer ou cause vergonha.

"Eu realmente amo o fato de que há defensores no mundo falando muito bem do fato de que o envelhecimento não é uma marcha lenta para a irrelevância, a morte e a decadência", declarou a estrela, que nesta semana anunciou o lançamento de sua faixa de Natal  "Christmas Tree Farm".

Também foram eleitas como "Pessoas do Ano" pela revista: Jennifer Lopez, 50, Michelle Obama, 55, e  Jennifer Aniston, 50. A atriz que deu vida a Rachel Green, no seriado  ​Friends (1994-2004), usou o Instagram para agradecer à publicação.  "Obrigada, People por me colocar em uma companhia tão boa". 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem