Celebridades

Gianecchini faz revelações sobre sexualidade: 'Já tive romances com homens'

Ator disse que não teve vontade de falar sobre o assunto antes por conta do preconceito

Reynaldo Gianecchini interpreta Régis em "A Dona do Pedaço"
Reynaldo Gianecchini interpreta Régis em "A Dona do Pedaço" - Divulgação
São Paulo

Reynaldo Gianecchini, 46, fala pela primeira vez sobre sua sexualidade e diz que ela não "cabe em uma gaveta". O ator revelou, em entrevista para O Globo, que já se relacionou com homens. 

"Já tive, sim, romances com homens. Mas a sexualidade é muito mais ampla". Embora tenha tido experiências com pessoas do mesmo sexo, Gianecchini afirma que não se considera gay. 

"Eu reconheço todas as partes dentro de mim: o homem, a mulher, o gay, o hétero, o bissexual, a criança e o velho. Como dentro de todo mundo. As pessoas são levianas. Querem te encaixar numa gaveta, e eu não consigo". 

A sexualidade do ator já foi muitas vezes alvo de polêmica, mesmo durante o casamento com Marília Gabriela, 71. Gianecchini diz considerar que esse é o "momento certo" para se abrir ao público. "Demorei para falar porque isso esbarra sempre no tamanho do preconceito no Brasil. Mas agora é importante reafirmar a liberdade, por mim e por quem enfrenta repressão". 

Ainda sobre o relacionamento com a apresentadora, ele deixou claro que foi tudo real, e nada de "fachada", como a mídia especulou. "Eu era casado pra caramba, nunca vi um casamento tão inteiro, a gente vivia realmente uma história a dois de verdade", esclareceu.

Discreto a respeito de sua vida pessoal, o ator está sem assumir nenhum relacionamento desde o término do casamento, em 2006. "Não tenho vontade de falar com quem estou transando, não preciso falar com quem estou transando. Prezo pela minha liberdade de não citar nomes e proteger minha privacidade", pontuou. 

Gianecchini mora com seus dois buldogues, Mano e Mafalda, mas afirmou que não descarta a possibilidade de ter filhos, embora essa não seja uma prioridade no momento. 

"Como continuo mudando, acho que ainda pode ter na minha vida uma abertura para isso, se eu estiver numa relação muito legal, com a parceira certa. Sozinho eu não tenho a menor vontade. Não sinto essa pressão".

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem