Celebridades

Locutor de rádio se recusa a tocar Pabllo Vittar e é acusado de homofobia

'Depois que eu descobri a forma como ele se apresentava, não rolou mais', disse Emerson Antunes

A drag queen Pabllo Vittar
A drag queen Pabllo Vittar - Instagram/PablloVittar
São Paulo

Emerson Antunes, locutor da rádio Panorama em Itapejara D'oeste, no Paraná, causou polêmica nesta quarta-feira (11) ao se recusar a tocar uma música da drag queen Pabllo Vittar após dois pedidos de ouvintes.

O momento foi gravado e viralizou nas redes sociais. "Pabllo Vittar, é isso mesmo? Pabllo Vittar não vai rolar não, hein. Vamos fazer o seguinte: troca aí por uma música boa, por um cantor bom, né? Nada contra o Pabllo Vittar, em hipótese nenhuma, mas sim contra as músicas que ele canta. Não vai rolar, essa eu vou passar", diz o locutor na ocasião.

No segundo pedido, Antunes diz que deixou de reproduzir as músicas de Pabllo após "descobrir como ele se apresentava".

"Rapaz, tem gente que gosta da Pabllo Vittar ainda? Tem né, se tem gente pedindo é porque tem ainda, né? Eu acho que vou morrer e não vou ver tudo. Uma vez eu até toquei aqui o tal do Pabllo Vittar, mas aí eu comecei a prestar atenção, por eu não conhecia. Depois que eu descobri a forma ele se apresentava, aí não rolou mais. Pabllo Vittar não adianta pedir, porque eu não vou. Nada contra o cantor, em hipótese alguma, mas a questão é que a vozinha dele não fechou".

Os comentários viralizaram no Twitter, especialmente em manifestações de repúdio. Internautas apontaram as falas do locutor como intolerantes e homofóbicas.

Procurado pelo F5,  Emerson Antunes ​não foi localizado.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem