Celebridades

Demi Moore lançará livro de memórias e revela estupro, aborto e traição de Ashton Kutcher

Autobiografia da atriz, 'Inside Out' será lançada em 24 de setembro

Demi Moore e as três filhas em foto que estará em seu livro de memórias
Demi Moore e as três filhas em foto que estará em seu livro de memórias - Instagram/demimooreofficial
São Paulo

Sob os holofotes desde a década de 1980, Demi Moore parece ainda ter muito que falar —e revelar. A atriz de 56 anos vai lançar um livro de memórias no final deste mês, chamado “Inside Out”, e já tem dado uma palhinha do que vem por aí em algumas entrevistas.

Ao jornal The New York Times, Demi falou um pouco sobre sua infância e adolescência, destacando a descoberta de que seu pai não era mesmo seu pai biológico, as tentativas de suicídio da mãe, um estupro sofrido aos 15 anos e a saída de casa um ano depois para morar com um guitarrista. 

“É emocionante, e ainda assim me sinto muito vulnerável”, disse a atriz à publicação sobre a expectativa para o lançamento, que acontecerá no próximo dia 24. “Não há cobertura de um personagem. Não é a interpretação de outra pessoa sobre mim”, completou ela, que definiu o processo como uma redescoberta. 

Demi também revelou detalhes sobre seu relacionamento com Bruce Willis, com quem foi casada e 1987 a 2000, e disse que ele acreditava que a carreira dela a distanciava da família. 

Já em relação ao casamento com Ashton Kutcher, a atriz revelou que sofreu um aborto ainda no início do relacionamento, e que o ator a traiu, o que teria motivado a separação dos dois em 2013. “Era como se eu pudesse voltar no tempo e experimentar como era ser jovem com ele”, disse ela sobre a diferença de idade entre eles, de 15 anos. 

Além da expectativa pelo livro, Demi também estampou a capa da revista Harper’s Bazaar nesta semana, voltando a fotografar nua após mais de 20 anos. Ela já tinha posado sem roupas em 1991, para a capa da Vanity Fair, quando estava grávida de sua segunda filha, e novamente em 1996, para o cartaz de divulgação do filme “Striptease”. 
 
 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem