Celebridades

Pamela Anderson e Kid Rock se separaram por causa do filme 'Borat', diz Sacha Baron Cohen

No falso documentário, o humorista britânico 'sequestra' a atriz

Pamela Anderson e Sacha Baron Cohen em cena do filme "Borat", de 2006
Pamela Anderson e Sacha Baron Cohen em cena do filme "Borat", de 2006 - Reprodução
São Paulo

O humorista britânico Sacha Baron Cohen, 47, revelou que o casamento de Pamela Anderson e Kid Rock  chegou ao fim por causa do filme  "Borat - O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América", de 2006.

No falso documentário, Cohen é um jornalista da televisão cazaque que viaja aos EUA para conhecer "o segredo do sucesso" e "o sonho americano". Ele percorre o país de costa a costa em busca de sua grande paixão, a atriz e modelo Pamela Anderson.

Em uma das cenas, Borat rapta a ex-estrela da série "S.O.S Mallibu", enquanto ela está dando autógrafos em uma livraria. Os fãs da atriz, então, perseguem o humorista.

Em entrevista ao site The Daily Beast, Cohen contou que após o lançamento do filme mandou uma mensagem para Pamela perguntando sobre o que o marido tinha achado da comédia. Ela respondeu que eles estavam se divorciando e o motivo era o filme. 

"Eu achei que era uma brincadeira, mas algumas semanas depois eles se divorciaram", contou o comediante. Pamela e Kid Rock tiveram um casamento relâmpago, que durou apenas quatro meses, em 2006. 

Na entrevista, Cohen também revela que a cena foi combinada com Anderson e que eles tiveram que gravá-la duas vezes. Isso porque, na primeira vez, quando ele colocou a atriz nos seus ombros e fugiu correndo com ela, nenhum fã o seguiu. 

"Eu pensei: que tipo de fãs são esses? Então, nós gravamos de novo, e eles começaram a correr atrás de mim", disse. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem