Celebridades

R. Kelly é condenado por abuso sexual após faltar em audiência

Cantor foi acusado de abusar de ao menos quatro jovens

R. Kelly - REUTERS
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A mulher que acusou o cantor de R&B R. Kelly, 52, de abuso sexual ganhou o caso na justiça civil, depois que ele optou por não responder ao processo e nem comparecer à audiência. 

A denúncia, feita em fevereiro deste ano, é de que Kelly mantinha relações sexuais com a mulher quando ela tinha apenas 16 anos. Além dela, o cantor é acusado de ter abusado de mais duas adolescentes e uma mulher de 24 anos. 

Kelly, que tem enfrentado processos similares há décadas, alega ser inocente de todas as acusações. O seu advogado de casos penais, Steve Greenberg, disse não estar envolvido no processo civil e não quis comentar.

Uma nova audiência foi marcada para o próximo mês e deve ouvir a vítima para determinar quanto Kelly deverá pagar de indenização.

"É difícil quando é uma celebridade. Não é fácil", já havia dito uma das mulheres sobre a dificuldade de continuar com uma ação contra uma pessoa famosa. 

As acusações foram feitas depois que sete mulheres, incluindo sua ex-esposa, apareceram em um documentário do canal Lifetime o acusando de abuso sexual e emocional.

Em fevereiro o músico se declarou inocente, mas logo em seguida acabou sendo preso temporariamente por outra razão: ele devia mais de US$ 161 mil (quase R$ 620 mil) em pensão alimentícia para seus três filhos com a ex-mulher Andrea Kelly.

Reuters
Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem