Celebridades

Pai de Rihanna volta a ser processado por se passar por agente da cantora

Ação judicial agora parte de rapper que pede reparo por danos morais

Rihanna na première do filme "Ocean's 8" em Nova York . Ela está com um vestido de festa e brincos grandes.
Rihanna na première do filme "Ocean's 8" em Nova York - REUTERS
São Paulo

O pai da cantora Rihanna, 31, está sendo processado por se passar por agente da cantora para fechar contratos e lucrar com a imagem da filha. Essa é a segunda vez que Ronald Fenty enfrenta a Justiça por isso. 

Segundo o site americano TMZ, o autor do processo é o rapper americano e influenciador digital Harvey Justice, 23. O advogado dele, Alex Spiro, alega que Fenty disse a seu cliente contínuas vezes que ele representava Rihanna —o que não procede.

Justice diz ainda que o pai de Rihanna o enganou com um contrato de marketing, dizendo que a cantora teria um papel central na empresa que o agenciaria. Em abril de 2018, Justice e Ronald Fenty assinaram um acordo que previa orçamento de US$ 750 mil (R$ 2,9 mi) para projetos do artista.

Justice reclama, no entanto, que só conseguiu US$ 50 mil (R$ 193 mil) e que Felty não completou o pagamento até o momento, alegando que a verba está atrasada por causa de um investidor sul-americano. No processo, o artista pede todo o valor que foi prometido e mais adicional por danos morais.

Em janeiro deste ano, Rihanna já havia iniciado um processo contra o pai, que teria nomeado sua empresa de entretenimento como Fenty  Entertainment, que poderia ser relacionada a marca Fenty Beauty, lançada pela cantora em 2012, antes da empresa dele, inaugurada apenas em 2017.

A cantora acusa o pai de lucrar em cima dela e disse que chegou a enviar cartas pedindo para que ele parasse de usar o mesmo nome de sua marca.

Ainda de acordo com queixa feita pela cantora, Ronald fechou negócios de até US$ 15,4 milhões (R$ 57,4 mi) em troca de shows da cantora, que nunca ficou sabendo do acordo. Ele também tentou licenciar o uso da marca Fenty em resorts.

O processo diz que Rihanna não tem “absolutamente nenhuma afiliação” com a Fenty Entertainment e que a companhia está utilizando indevidamente o seu nome, como se fosse associada a ela.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem