Celebridades

Beto Barbosa deixa UTI após cirurgia e faz fisioterapia em hospital: 'Faltando pouco'

Cantor se recupera de operação para retirada de bexiga e próstata

Cantor Beto Barbosa se recupera de cirurgia
Cantor Beto Barbosa se recupera de cirurgia - Reprodução/Instagram
 

São Paulo

O cantor Beto Barbosa, 63, se recupera bem da cirurgia para retirada da bexiga e da próstata devido a um câncer. Neste sábado, o artista publicou um vídeo no Instagram fazendo fisioterapia. 

"Graças a Deus já estou no AP da BP Mirante. Fisioterapia todos os dias para recuperar as perdas musculares", publicou. "Faltando pouco para voltar à vida normal. Só vence na vida quem tem fé e não desiste", complementou o cantor.

Beto Barbosa passou por uma cirurgia no dia 17 de janeiro para complementar o tratamento contra o câncer na bexiga e na próstata, que o cantor vem se submetendo desde o ano passado. Neste procedimento, o artista retirou a bexiga e próstata e houve a reconstrução de uma nova bexiga. 

Depois de sentir dores, foi submetido a uma nova cirurgia no dia 26 em decorrência de uma complicação que já era esperada, já que a bexiga original foi removida e uma nova foi reconstruída. O cateter instalado para a eliminação de urina do corpo deu problema e teve que ser trocado. Se isso não fosse feito, ele sofreria infecções graves e correria risco de morrer. A nova cirurgia foi considerada um sucesso. 

Beto Barbosa, considerado o rei da lambada nos anos 1980 e 1990, é autor de "Adocica". À época da primeira cirurgia, ele disse que começou a sentir os sintomas no fim de 2017 e procurou, imediatamente, ajuda médica em Fortaleza, onde mora. 

Antes de descobrir o câncer, um outro médico errou o diagnóstico e o tratava como uma simples infecção urinária. Sem sucesso no tratamento, decidiu vir a São Paulo, onde passou pro exames no hospital Albert Einstein e foi diagnosticado com os tumores. A cirurgia foi realizada no  Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo .

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem