Celebridades

Psicanalista do Amor e Sexo, Regina Navarro diz que não liga sobre com quem o parceiro transa

'Sou casada há mais de 18 anos com o escritor Flávio Braga'

A psicanalista e escritora Regina Navarro Lins
A psicanalista e escritora Regina Navarro Lins - Caiuá Franco/Divulgação
Leonardo Volpato
São Paulo

Psicanalista do Amor e Sexo (Globo), a carioca Regina Navarro Lins, 69, conta que, desde que entrou na atração, em 2012, tem ganho fãs, sobretudo nas redes sociais. Diz que se diverte com a repercussão da atração e a dela própria. “É muito gostoso. O programa tem visibilidade, pega um público amplo. É bom você saber que faz parte de algo que contribui contra preconceito."

Casada há mais de 18 anos, Regina também é escritora e já tem 12 obras publicadas, sempre com temas relacionados ao amor e ao sexo. “Sou psicanalista, tenho consultório há 45 anos, mas há 23 anos me especializei em relacionamento amoroso. Dos livros, o primeiro foi o best seller ‘A Cama na Varanda’ [1997]. O último foi ‘Novas Formas de Amar’ [2017], que fala do momento em que vivemos e novas formas de se viver."

E por falar no mundo em que vivemos, a psicanalista analisa que tanto seus livros como o Amor e Sexo contribuem para que as pessoas vivam melhor com elas mesmas e com relação aos parceiros. Para ela, a sociedade está em fase de transformação. "Há uma mudança de mentalidade que começou nos anos 1960 com a pílula anticoncepcional. De lá para cá, estamos no meio do processo. É claro que na transição você vê comportamentos diferentes. Ainda existe preconceito, mas ajudamos a mostrar que isso é absurdo.

"Muita gente me escreve e diz que concorda com tudo o que nós falamos a respeito do preconceito, só que não conseguem executar. Mas o processo, pelo menos, já avançou", complementa.

Regina Navarro Lins conta que se diverte muito nas gravações da atração da Globo, que discute amor e relacionamentos de uma forma leve e divertida. De acordo com ela, o sucesso da atração acontece por conta da química entre os apresentadores e convidados.

"Todo o mundo se gosta e se dá bem. Faço parte do programa desde 2012, quando mudou o formato e os jurados ganharam destaque. Nos divertimos desde o camarim, durante e após o programa. Mari [Santos] é engraçada, o [José] Loreto é um doce, e o Edu [Sterblitch] é o cara mais engraçado que conheço", diz a  psicanalista, sobre a atração que voltou para a sua décima primeira edição no último dia 9 de outubro e tem como apresentadora Fernanda Lima. A atração, porém, não tem ido muito bem em audiência.

LADO FAMÍLIA

Quem vê Regina na TV nem imagina como é a vida dela fora de cena. Segundo a própria psicanalista, ela leva a sério tudo o que fala no ar e se mostra cabeça aberta quando o assunto é casamento, ciúme e relacionamento afetivo.

“Sou casada há mais de 18 anos com o escritor de ficção Flávio Braga. Com ele já escrevi cinco livros. Nunca dei importância para essa coisa de casamento aberto ou fechado. Se ele transa com outra não me diz respeito, e se eu estou também, não diz respeito a ele. Estamos juntos porque nos gostamos."

“Tenho uma frase que diz: ‘Ninguém deveria se preocupar se o amado faz sexo com outra pessoa. Basta responder a dúvida: ‘Me sinto amado? Me sinto desejado? Se a resposta for sim para ambas, o resto não importa”, revela. “Ele tem 65 anos e é um gatinho... Mentira, não é gatinho, não”, diverte-se.

Esse é o terceiro casamento de Regina. Do primeiro, nasceu a filha Taísa, 43, advogada. Do segundo, teve Deni, 33, jornalista da GloboNews. A advogada lhe deu uma neta, Diana, que está prestes a fazer 23 anos e ajuda a vovó a se manter atuante nas redes sociais.

“Ela me auxilia no Instagram, conversa comigo sobre sexo, aliás, meus filhos são livres. Lá em casa foi sempre livre, eu mostrava para eles na TV tudo o que passava sobre sexo. Cabeça e mente abertas e nada de preconceitos”, finaliza.
 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias