Celebridades

Mulher de Will Smith, Jada diz que não queria casar e revela encontro com colega do marido

Atriz, casada há 20 anos com ator, contou que chorou muito até o altar

Jada Pinkett Smith (ao centro), Willow Smith (à dir.) e Adrienne Banfield-Norris na bancada do talk show Red Table Talk
Jada Pinkett Smith (ao centro), Willow Smith (à dir.) e Adrienne Banfield-Norris na bancada do talk show Red Table Talk - Divulgação

São Paulo

A atriz Jada Pinkett Smith, 47, revelou nesta segunda-feira (22) que nunca quis se casar e que subiu ao altar com o ator Will Smith, há mais de 20 anos, por que foi obrigada pela mãe após anunciar que estava grávida. “Chorei durante todo o caminho até o altar. Estava tão chateada por ter tido que casar”, afirmou. 

A revelação da atriz foi feita durante a web série Red Table Talk, que ela produz com a mãe, Adrienne Banfield-Norris, e a filha, Willow, 17. “Eu nunca concordei realmente com a concepção do casamento. Até que a morte nos separe é real para mim, mas todas as regras... Este título ‘esposa’, eu não sou isso”, completou ela. 

Também na mesa de discussões, a mãe da atriz se desculpou por não ter respeitado o desejo da filha e disse ter sido egoísta. “O casamento foi horrível. Jada estava doente e não cooperou com nada”. Já Will Smith, que já tinha sido casado com Sheree Zampino, disse que sempre sonhou em se casar. 

Entre tantas revelações pessoais, Jada também contou que já saiu com o colega de elenco do marido em “Um Maluco no Pedaço” (1990-1996) Alfonso Ribeiro, 47, que a teria levado para andar de moto antes de ela conhecer Will Smith. “Eu saí com muita gente naquela época”, brincou ela. 

Will e Jada se conheceram quando o ator ainda estava casado com Sheree Zampino, mãe de seu filho mais velho, Trey Smith. Os dois, no entanto, afirmam que não tiveram nenhum envolvimento amoroso até que ele se separasse, em 1995, o casamento aconteceu dois anos depois. Eles têm dois filhos juntos: Jaden, 20, e Willow. 
 

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem