Celebridades

'Foi em um momento ruim, mas acabou melhor do que imaginávamos', diz Wagner Moura sobre a Rio 2016

Em entrevista ao programa "Jimmy Kimmel Live", na terça (23), Wagner Moura comparou os Jogos Olímpicos do Rio a uma briga de casal. "O Brasil está atravessando um momento político e social muito ruim. Foi como se você estivesse brigado com sua esposa e várias pessoas viessem à sua casa para jantar. Foi em um momento ruim, mas acabou sendo melhor do que imaginávamos."

O ator estava no talk show para divulgar a segunda temporada de "Narcos", que estreia na Netflix na sexta (2). Ele afirmou que foi ao Rio com seus filhos, que são fãs do atleta jamaicano Usain Bolt. Mas seus assentos, situados em lugares bem distantes, não permitiam que acompanhassem com clareza as competições.

LEIA TAMBÉM:

Noite de Bolt com brasileira teve tradutor do Google, 'fora' e música de Rihanna, dizem tabloides

Wagner contou que chegou a ser convidado para um camarote, mas teria que posar para o banner da marca. Então, preferiu pagar do próprio bolso. "Foi uma má ideia, deveria ter aceitado os assentos bons", brincou. 

Sobre o caso do nadador Ryan Lochte, que mentiu às autoridades sobre ter sofrido um assalto no Rio, ele se limitou a dizer que a atitude "foi péssima, não foi nada legal".

Jimmy e Wagner ainda falaram da dieta que o ator teve que seguir para atingir o peso de seu personagem. Brincando que não se tratava de um spoiler, o brasileiro disse que, após a morte de Pablo na série, seguiu um cardápio vegano para voltar ao seu peso original.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias