Celebridades

Emma Thompson diz que machismo em Hollywood está pior do que há 30 anos

Emma Thompson, 56, tem uma visão pessimista em relação ao machismo em Hollywood.

Para a atriz britânica, a indústria, em vez de evoluir naturalmente para uma cena mais igualitária, está fazendo o caminho inverso. O machismo nas produções tem reinado cada vez mais.

Vencedora de dois Oscars, ela apontou também o preconceito contra atores mais velhos, e afirma que o cinema era mais acolhedor quando começou a atuar, há mais de 30 anos.

"Acho que está uma merda completa", lamentou a atriz em entrevista à revista "Radio Times", acrescentando que não houve nenhuma melhora no modo como a indústria trata as mulheres, e que o foco na beleza é ainda "pior do que era antes".

"Quando olho para trás agora, no início da minha carreira, vejo que estamos num estado ainda pior, particularmente para as mulheres. Acho isso muito perturbador e muito triste", lamentou.

Em seu filme mais recente, "The Legend of Barney Thomson", ela interpreta uma prostituta de 77 anos de idade. "É um pouco discriminatório quanto à idade. O ideal seria uma atriz que tem de fato 77 anos interpretar o papel. Mas é um papel cômico e não resisti", confessa.

Com o protesto, Thompson se junta ao coro de atrizes que tem recentemente criticado a indústria de Hollywood pelos padrões de gênero, como Anna Kendrick, Amanda Seyfried e Patricia Arquette.

"Algumas formas de machismo estão cada vez mais arraigadas e predominantes. Eu apoio todas as jovens atrizes que eu posso. E na verdade, muitas das conversas que tenho com elas é exatamente sobre o fato de que estamos lutando contra as mesmas coisas e nada mudou".

Crédito: Divulgação A atriz Emma Thompson
A atriz Emma Thompson

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias