Celebridades

Mãe diz que Andressa Urach temeu a própria morte e que filha ficará com cicatriz na perna

Marisete de Faveri, mãe de Andressa Urach, conversou com o programa "Muito Show" (RedeTV!), do qual a filha é apresentadora. A entrevista vai ao ar nesta quinta-feira (11), a partir das 18h40.

"Não é fácil ver sua filha cheia de tubos", disse ao apresentador Thiago Rocha, que viajou a Porto Alegre para realizar a entrevista, a primeira que Marisete deu a um programa de TV sobre o assunto.

Andressa permanece em estado grave, porém estável, na UTI do Hospital Conceição, em Porto Alegre. Ela teve complicações decorrentes da aplicação de hidrogel para aumentar as coxas.

"Ela teve uma infecção muito forte", contou Marisete, complementando que a filha ainda não tem previsão de alta e tem feito fisioterapia porque fica muito tempo sentada.

"Ela está na UTI, mas está lúcida, se alimentando", disse. "Só quem está lá dentro sabe", afirmou. "É um passo de cada vez, a recuperação é lenta. Os médicos querem que ela saia curada.

Marisete confessou que chegou a temer a morte da filha. "Achei [que ela ia morrer], peço perdão à Deus, pois ele é a minha força. Só que teve um momento em que fiquei com muito medo, pois a infecção estava tomando conta do sangue dela."

"Foi um milagre [ela ter escapado], a pressão dela estava 7 por 3", revelou. "Tenho certeza que foi Jesus que salvou minha filha."


A mãe disse que Andressa também temeu pela própria vida e que não deixará mais ela fazer novas cirurgias estéticas.

"Acho que ela não vai mais fazer. Ela ficou com medo de morrer", revelou. "Eu e o Dr. Júlio [Vedovato] não vamos mais deixar."

Marisete também revelou que a filha ficará com marcas na perna. "Ela vai ter cicatriz, pois quando o Dr. Júlio drenou, ela já tinha cicatriz", afirmou.

De acordo com a mãe, Andressa ficou decepcionada com as informações erradas que foram divulgadas sobre seu estado de saúde. "Falaram muita besteira. Isso magoa", contou. "A minha família ficou desesperada, os fãs e amigos acharam que ela tinha perdido a perna."

Ela afirmou também que soube de jornalistas que ofereceram dinheiro para médicos, enfermeiros e funcionários do hospital para obter fotos ou informações sobre Andressa.


VEJA A CRONOLOGIA DO CASO

2009

Andressa aplicou cerca de 400 ml de hidrogel nas coxas, para deixá-las mais grossas. Anos depois, ela revelou que também já havia aplicado metacril (PMMA).

julho de 2014

O corpo de Andressa começou a rejeitar o hidrogel. Ela teve febre, dores muito fortes e foi submetida a uma lipoaspiração para retirar o produto, mas ainda ficaram resíduos.

28 de novembro de 2014

Ainda sentindo dores, ela se submeteu a uma nova cirurgia para tentar remover os restos que ficaram do hidrogel.

30 de novembro de 2014

Andressa chega na casa da mãe, em Porto Alegre, com muita dor e mal estar. Por volta das dez da noite, começa a ter vômitos e desmaios e é levada às pressas para o pronto-socorro do hospital Conceição, onde é internada.

1º de dezembro de 2014

No hospital, Andressa é submetida a nova cirurgia para retirar os resíduos do produto e encaminhada à UTI, onde ficou sedada recebendo antibióticos fortes para tentar combater a infecção.

3 de dezembro de 2014

Ainda na UTI, apresenta leve melhora e volta a respirar sem a ajuda de aparelhos.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem