Celebridades

Seleção brasileira entra em lista da 'GQ' dos menos influentes do ano; mas Obama também

A revista "GQ" publicou uma de suas tradicionais listas de 2014, mas nem todos gostam de entrar nessa: a das pessoas menos influentes do ano.

E a grande surpresa foi a inclusão da seleção brasileira na lista. Não de um jogador ou técnico, mas o conjunto mesmo. Se serve de consolo, a seleção (a da "GQ") teve também Barack Obama, Bono, Woody Allen, Johnny Depp, Shia Labeaouf e a polícia americana, entre outros.

A revista descreve a lista como "o rol de pessoas que respiraram um monte de oxigênio sem nos dar nada útil em troca, e provavelmente ajudaram a acelerar a morte do nosso planeta."

Obama foi parar na lista por "deixar" Putin conquistar a Europa e o órgão de saúde pública americano "jogar Twister pelado com pacientes de ebola", além de ser flagrado jogando golfe, o que o fez parecer "rico e indiferente". "Você ainda é presidente afinal?", reclamou a revista.

Já Bono e o U2 não foram perdoados por baixar automaticamente seu novo álbum nas contas de todos os usuários do iTunes, enquanto o 7 a 1 da seleção brasileira foi descrito pela revista como "uma churrascaria de humilhação". "Como vocês podem perder tão feio quando têm um jogador chamado Hulk? Acho que deve ser o Hulk do Eric Bana, e não o do Mark Ruffalo", ironizou a publicação.


"Ainda bem que você não precisou se sentir nojento por gostar de um filme do Woody Allen esse ano, já que ele fez 'Magia ao Luar' e ninguém assistiu", diz a revista sobre o cineasta. "O filme mostra outro homem cortejando uma mulher com metade da sua idade? Claro que sim. Só para variar, Woody podia fazer um filme em que o Justin Bieber dá em cima da Cloris Leachman [de 88 anos]".

A revista também fez seu papel social e protestou contra os assassinatos de negros pela polícia norte-americana, colocando o órgão na lista. "O motivo de ter policiais é para manter a lei e a ordem, o que significa que eles se tornaram inúteis quando decidiram se armar como no 'Halo' [jogo de videogame] e sair pela rua matando os negros. Isso não é policiar. Melhor armar nossa polícia com pirulitos".

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias