Bichos

Rose Miriam e filhos de Gugu ficam arrasados com morte de cadelinha de estimação

Animal tinha um tumor e não resistiu

0
Rose Miriam ao lado do filho do apresentador João Augusto Liberato - Danilo Verpa/Folhapress
São Paulo

Rose Miriam e os filhos dela com o apresentador Gugu Liberato estão arrasados com a morte de Xarique, uma cadelinha da raça chihuahua que morreu vítima de um tumor.

De acordo com a assessoria de imprensa da parte jurídica de Rose, toda a família está muito abalada com o que aconteceu. A cadelinha já tinha uma idade avançada e estava doente. Ela ficou mais de dez anos na família.

João também está muito abalado nos Estados Unidos. Rose, que está no Brasil, deverá ir a Orlando para ficar mais perto do garoto.

JUSTIÇA

Os advogados da ex-companheira de Gugu Liberato, Rose Miriam, já haviam defendido que ela não estava em boas condições quando precisou assinar o documento que a tirou do testamento do apresentador, que morreu no final de novembro do ano passado.

Agora, um laudo de uma psicóloga atesta que Rose estava sob tratamento com remédios que tinham como efeito colateral "perda significativa de memória", segundo documentos que o jornal O Globo teve acesso.

A psicóloga, chamada de Vera Lúcia Gonçalves, atesta que Rose "não conseguiria juntar as ideias em decorrência de enorme estresse", e que apresentava um quadro "delirante paranoico". O laudo foi produzido no dia 20 de fevereiro e anexado ao processo de Rose, que busca comprovar que ela mantinha uma união estável com Gugu.

MORTE DE GUGU

Gugu Liberato, 60, teve a morte anunciada dia 22 de novembro. Ele morreu em um hospital em Orlando, no estado americano da Flórida, onde estava internado desde o dia 20 daquele mês. O apresentador, que morava em um condomínio nos arredores da cidade, caiu de uma altura de quatro metros, quando fazia um reparo no ar-condicionado instalado no sótão.

Gugu foi encaminhado a um hospital Orlando Health Medical Center. Devido à gravidade de seu estado, não foi indicado qualquer procedimento cirúrgico. Durante o período de observação, foi constatada a ausência de atividade cerebral, segundo a nota de falecimento, que não especifica a data exata da morte.

"Nosso Gugu sempre viveu de maneira simples e alegre, cercado por seus familiares e extremamente dedicado aos filhos. E assim foi até o final da vida, ocorrida após um acidente caseiro", escreveu a família, em nota. Ainda não há detalhes sobre o traslado do corpo para o Brasil.

Ele já havia deixado gravado as finais do programa Canta Comigo, da Record. A emissora exibiu o conteúdo mesmo após a morte e prestou homenagem.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem