Bichos

Luisa Mell afirma que clama por São Francisco de Assis quando resgata animais em risco

Santo, considerado o protetor dos bichos, é celebrado nesta quinta (4)

Luísa Mell com Pinguinha
Luísa Mell com Pinguinha - Reprodução/Instagram/
 

Karina Matias
São Paulo

Mesmo não sendo católica, Luisa Mell, 40, conta que sempre pede a ajuda de São Francisco de Assis na hora que vai resgatar animais em situação de risco. Nesta quinta (4) é comemorado o dia do santo, protetor dos bichinhos. 

"Eu sou judia, mas sou apaixonada por São Francisco e toda a sua história de vida e, claro, os seus ensinamentos de amor aos animais", diz.

Há duas semanas, durante a ação de resgate da ursa Marcha, que ficou conhecida na internet como "a ursa mais triste do mundo", Luisa e os outros integrantes da equipe cantaram a oração de São Francisco.

"É um mantra de amor e compaixão. Sempre chamo ele quando saio para resgates. Sinto que ele me acompanha e protege e nos ajudou nesta missão", afirma. 

Rebatizada como Rowena, a ursa esteve no centro de um debate sobre o aprisionamento de animais. Ela passou anos vivendo no Parque Zoobotânico de Teresina (PI), sob o calor da cidade (que chega aos 40ºC) e alimentando-se com comida de cachorro, segundo órgãos de defesa dos animais e organizações da sociedade civil. Antes já tinha sofrido maus-tratos em um circo.

Depois de uma grande mobilização, ela foi transferida para o Santuário Rancho dos Gnomos, em Joanópolis (SP), e vive em um espaço de cerca de 600 metros quadrados, com piscina e caverna.

MISSAS

Em São Paulo, igrejas dedicadas a São Francisco de Assis realizam nesta quinta (4) missas em vários horários com bênçãos para os animais. 

A advogada Mariana Marchi, 36, é católica atuante e devota do santo. Todos os anos, ela leva a vira-lata Bisteca para a bênção, que é ofertada aos animais na porta da Paróquia São Francisco de Assis, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

"Todas as vezes que ela esteve mal, porque tem a região gastrointestinal muito sensível, pedi a intercessão de São Francisco e ele sempre concedeu a graça de salvá-la", conta.

O casal Rayanne, 30 e Alex Campos, 29, também costumam pedir o auxílio do santo para o shih tzu Lupy.

"Ele é como um membro da nossa família. Acredito que os animais absorvem coisas negativas, por isso, a bênção é importante para protegê-lo", conta Rayanne. A família frequentaa a Paróquia de São Francisco de Assis, do Campo Limpo, na zona sul da capital. 

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem