Você viu?

Serviço de aluguel oferece estadia no prédio onde mora a família de Donald Trump

Desde a eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos, a Trump Tower, torre de apartamentos construída por ele, ganhou segurança reforçada. Isso porque, apesar do chefe de Estado americano ocupar a Casa Branca, a família do milionário ainda mora no prédio, que fica em Nova York.

Esse fato não impediu que o proprietário de um dos apartamentos da Trump Tower anunciasse seu imóvel no Airbnb, site de aluguéis destinado a turistas. Por cerca de R$ 1.200 a diária, qualquer um podia se hospedar ao lado da família Trump.

Trabalhando em um dos prédios mais protegidos do mundo, os agentes que ficam no local não foram capazes de detectar a falha na segurança, já que o anúncio do apartamento esteve disponível até semana passada. O único problema para os hóspedes era justamente ter que passar por uma triagem ao entrar na torre.

Supporters including one wearing a President Donald Trump mask walk past Trump Tower during a March 4 Trump rally on Fifth Avenue, Saturday, March 4, 2017, in New York. (AP Photo/Mary Altaffer) ORG XM
Eleitores de Donald Trump fazem ato em apoio ao presidente na frente da Trump Tower, neste sábado (4) - Mary Altaffer/AP

"Depois que você passa pelo serviço secreto a primeira vez, você para de notar a presença dos agentes", disse um estudante mexicano ao jornal "New York Times". Ele se hospedou na Trump Tower em fevereiro e revelou que a segurança era similar à encontrada em aeroportos.

Outro hóspede disse ao periódico americano que o dono do apartamento alugado não avisou que o local ficava na torre de Donald Trump. As informações publicadas no site do serviço Airbnb pediam que os locatários fossem "politicamente neutros" e que não dissessem a outros moradores que o apartamento estava sendo alugado.

O "New York Times" entrou em contato com funcionários do Airbnb, que ao saberem da história, tiraram o anúncio do apartamento na Trump Tower de seu site. Eles também informaram que nunca foram procurados por qualquer agência do governo americano.


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem