Você viu?

'Garoto da Bombril' se dedica ao teatro após fim da parceria de quase 40 anos com a marca

Carlos Moreno foi conhecido por 38 anos como o rosto da marca do setor de limpeza Bombril. Desde 1978, o ator estampou diversas campanhas e virou ícone da publicidade brasileira.

Em abril de 2016, porém, a parceria foi encerrada, colocando fim ao recorde de Moreno por maior tempo de permanência no ar, recebido da Guinness World Records.

De forma conjunta, artista e marca decidiram encerrar a parceria de quase 40 anos.

"A Bombril está em uma fase complicada, de reestruturação. Eles precisaram fazer vários cortes, principalmente na área de publicidade. Quando meu contrato chegou ao fim, me fizeram uma proposta não muito interessante de renovação e chegamos a esse acordo", disse ao "F5".

Carlos Moreno em propaganda da Bombril
Carlos Moreno em propaganda da Bombril - Reprodução

É dessa forma que Moreno descreve o fim de seu trabalho com a Bombril, que chegou a ter uma pausa entre 2004 e 2006. Mas ele não foi o único afetado pela reestruturação. Segundo o ator, celebridades que estrelaram propagandas da marca também a abandonaram recentemente.

"Eles já tinham mudado a estratégia de comunicação, colocando mulheres nos comerciais. Eu estava no banco de reserva, então não tinha sentido renovar meu contrato. Mas essa reestruturação não afetou só a mim. A Bombril também tinha contratos com a Ivete Sangalo, a Mônica Iozzi."

Apesar da mudança de estratégia da marca, Moreno lembra com carinho da equipe com a qual trabalhou. "A gente tinha uma equipe muito bacana. O mérito de deixar o personagem sempre atualizado é do publicitário Washington Olivetto. Sempre tive muito orgulho", contou.

Agora Moreno está investindo no teatro, área com a qual sempre teve intimidade. Ele chegou a estrelar campanhas de outras empresas desde abril, mas foram todas de menor alcance.

"Eu adoro fazer teatro, sempre trabalhei com isso, foi assim que me chamaram para o primeiro comercial da Bombril. É onde tenho mais experiência e hoje eu consigo produzir meus próprios espetáculos."

De acordo com Moreno, a vida de "garoto da Bombril" o ajudou também nos palcos. "Graças ao meu contrato com a Bombril eu pude desenvolver minha carreira como eu quis, com trabalhos mais experimentais, que independem de resultados financeiros", disse.

Para o ator, é impossível abandonar o personagem para sempre. "Tem que preservar, porque foi muito importante para mim. No futuro as portas estão abertas, se a Bombril quiser eu estarei de volta com o maior prazer".

Carlos Moreno pode ter deixado de ter suas "mil e uma utilidades" e a "nostalgia" para ele ainda é grande. "Mas a vida continua", diz.



Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem