Publicidade

televisão

Advertências do Ministério da Justiça a TVs crescem 65,5%

11/01/2012 - 09h01

Publicidade

DE SÃO PAULO

As advertências a redes de TV aberta por descumprimento das regras da classificação indicativa aumentaram 65,5% em 2011.

Foram 48 advertências em 2011 (contra 29 em 2010), para um total de cerca de 10 mil transmissões analisadas anualmente. O número é considerado baixo pelo Ministério da Justiça.

A Band continua sendo a emissora mais advertida (pulou de nove para 13 advertências), seguida por SBT (dez), Globo (oito), Record e MTV (sete) e Rede TV! (duas).

O motivo que mais leva às notificações é a discrepância entre a autoclassificação e a considerada correta pelo órgão público --foram 20 notificações por essa razão.

Outras quinze advertências foram para casos em que as TVs não enviaram a classificação pretendida para os programas.

A informação é da coluna Outro Canal, assinada interinamente por Marco Aurélio Canônico e publicada na Folha desta quarta-feira (11).

A íntegra da coluna está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.

  • Últimas notícias 
  •  

gostou? leia também

  •  

Publicidade

resumo das novelas

Siga agora o F5 no Twitter

Livraria da Folha