Música

Taylor Swift retorna com seus álbuns ao serviço de streaming após hiato de quase três anos

A cantora Taylor Swift durante apresentação em Houston, Texas (EUA)
A cantora Taylor Swift durante apresentação em Houston, Texas (EUA) - John Salangsang-04.fev.2017/Invision/AP


Depois de quase três anos, a cantora pop Taylor Swift, 27, decidiu retornar com seus álbuns ao catálogo de serviço de transmissão on-line de músicas em comemoração às vendas do último álbum "1989".

As músicas foram disponibilizadas a 0h desta sexta -feira (9) nos Estados Unidos (1h, horário de Brasília) nos players digitais do Spotify.

"Em comemoração a venda de 10 milhões de álbuns de '1989' e o anúncio de certificação de 100 milhões de canções, Taylor quer agradecer aos fãs ao disponibilizar todo o catálogo de volta para todos os serviços de streaming", postou a equipe de gerenciamento da cantora.

"Confirmamos que o catálogo completo de Taylor Swift está agora disponível no Spotify para que seus milhões de fãs possam curtir", afirmou o serviço de streaming, em nota.

De acordo com a empresa, o catálogo completo de Taylor Swift --5 álbuns Deluxe-- já está disponível no Spotify em todo o mundo. São eles: "Swift", "Fearless", "Speak Now", "Red" e "1989".

DESLIGAMENTO

A antipatia dela com esse tipo de serviço é antiga. Em 2012, a cantora proibiu que seu CD "Red" continuasse disponíveis para os fãs que o ouviam por streaming poucas semanas depois de ter sido lançado.

Em 2014, a cantora teve problemas com o serviço do Spotify com o seu álbum "1989", quando decidiu não oferecê-lo e, depois, Taylor retirou todo o seu catálogo de músicas da plataforma. Em artigo escrito para o "Wall Street Journal", Taylor afirmou que os artistas não deveriam se "subestimar" nem "desvalorizar a própria arte"

Além do Spotify, a cantora também teve problema com a Apple Music quando, em junho de 2015, escreveu uma acusação contra o serviço de streaming intitulado "Dear Apple, Love Taylor". Após a divulgação, a empresa modificou seu modelo de receita de artistas e adicionou as canções de Swift à sua biblioteca.

Na época, o site afirmou que teve acesso a documentos que afirmam que a cantora pop espera lançar a plataforma "com conteúdos multimídia intransferíveis na forma de gravações de áudio".


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem