Multitela

'Filhos da Pátria', série cômica da Globo, investiga a origem histórica da corrupção brasileira

Logo após o último episódio da primeira temporada de "Sob Pressão", a Globo estreia sua primeira comédia de época, "Filhos da Pátria". 

Ambientada no Rio de Janeiro (e aproveitando cenários já usados nas novelas "Liberdade, Liberdade" e "Novo Mundo"), a série criada por Bruno Mazzeo e Alexandre Machado começa no dia seguinte à proclamação da independência, 8 de setembro de 1822, e mostra como uma família de classe média se adaptou aos novos tempos.

Geraldo (Alexandre Nero) é um funcionário público que se vê obrigado a aceitar falcatruas para manter o emprego, ao mesmo tempo em que tenta controlar as ambições de sua mulher, a fútil Maria Teresa (Fernanda Torres).

Com texto ácido e grandes interpretações, "Filhos da Pátria" se propõe a revelar a origem remota da corrupção que nos aflige até hoje.

Todos os 12 episódios da primeira temporada já estão disponíveis aos assinantes da GloboPlay.

Globo, 23h30, 14 anos


CARROSSEL 2: O SUMIÇO DE MARIA JOAQUINA

Mais uma vez, a emissora programa um filme infantil em horário tardio. Mas a audiência costuma ser boa - e deve se repetir com este longa, uma das maiores bilheterias nacionais de 2016.

SBT, 23h15, livre


FROZEN: UMA AVENTURA CONGELANTE

Outra atração para as crianças, mas em horário mais acessível. O já clássico desenho da Disney fala da relação entre duas princesas irmãs e traz a indefectível canção Let It Go.

TNT, 19h05, livre


COMO DEFENDER UM ASSASSINO

A terceira temporada da série (exibida pela Globo como Lições de um Crime) chegou à plataforma. Viola Davis ganhou um Emmy por sua atuação como a advogada criminalista Annalise Keating.

Netflix, 16 anos


COLOSSAL

Nesta mistura de comédia e ação, Anne Hathaway faz uma americana perturbada que suspeita controlar, com o poder de sua mente, uma criatura gigante que ataca Seul, na Coreia do Sul.

Now, R$ 16,90, 14 anos

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem