Publicidade
A página de humor do "F5"

HUMOR: Enquanto existir uma caixa de comentários, esse texto será criticado

07/08/2014 - 13h41

Publicidade

MAURÍCIO MEIRELLES
ESPECIAL PARA A FOLHA

Neste momento só tenho uma certeza: este texto vai ser criticado. Muito. Não importa o seu conteúdo, ou a falta dele, as pessoas vão clicar na caixa de comentários com o único intuito de criticar, xingar ou destruir qualquer pensamento proferido. Nem adianta eu me esforçar.

Aliás, não precisaria nem terminar o texto. A vontade já está estabelecida no momento em que você percebeu uma caixa de comentários bem aqui embaixo. Afinal, é uma obrigação o texto ser bom. Se você perdeu seu tempo comentando, é porque não gostou de algo. Ou vai dizer que você é daqueles que escreve "adorei tudo no hotel", quando avista uma caixa de sugestões?

Tenho, inclusive, até as sugestões do que será dito: "fraco", "esse cara é um imbecil", "que texto de merda, otário".

Não só esse texto. Qualquer coisa que tenha uma caixa de comentários. Basta ver uma na frente e automaticamente baixa o espírito do "velho ranzinza". Uma árvore é uma árvore. Como qualquer árvore. Coloque uma caixa de comentários embaixo dela e dou 4 minutos para ler: "não gostei dos galhos", "tem árvores melhores no Canadá", "árvore bosta".

Na caixa de comentários as pessoas se transformam. Especialmente o comentado: Sílvio Santos, antes unânime, torna-se um "velho caduco doido", Chico Buarque vira um "petralha comuna sem criatividade", Madre Teresa passa ser a "véia louca chatinha", Gandhi um "esquerdinha moralista paga-pau".

Divulgação
O humorista Mauricio Meirelles
O humorista Mauricio Meirelles

Nem Jesus escaparia. Pelo menos uns dez comentários teriam um "esse hippie", "essa cara só pode tá maluco" ou "que cabelo bizarro".

Então pra que escrever sobre Gaza, sobre o governo, drogas, suicídio, religião? Pra que emitir pensamentos ou opiniões, se grande parte das pessoas que não concordam, em vez de simplesmente discordar ou argumentar, preferem opinar como se você tivesse falado sobre a consistência do seu cocô? Vale mesmo o esforço?

Nisso vamos criando uma sociedade em cima do muro. Com medo de opinar e evoluir. Vale a pena o debate quando a minha opinião é ser a favor do aborto e a sua é apenas "seu bosta, cala a boca"?

Fiquemos então com nossas postagens de comida, as fotos de cachorrinho e das viagens a Paris. É menos arriscado. Pra quem só quer ler elogio, é maravilhoso.

E como eu não fiz isso e já vou ser xingado de qualquer maneira, aproveito para emitir minhas opiniões. A propósito, nem percam tempo com os comentários e ofensas. Já deixei pronto pra quem não concorda com meu ponto de vista.

Acho vinho melhor que cerveja.
"Seu bixa, cerveja é muito melhor. Para de falar merda. Mulherzinha".

Pra mim, Tênis de Mesa não é esporte. É recreação.
"Seu merda, meu pai foi bicampeão de Tênis de Mesa e ajudou muita gente da comunidade. Mais respeito, otário".

Não gosto da cor vermelha.
"Claro que não gosta. Porque você é um reaça tucano de merda. É contra o PT, que é vermelho, riquinho babaca. Mídia fascista".

Prefiro as estrelas do que o sol.
"Claro que prefere. Porque você é um petista comunistinha de merda. Estrela é símbolo do PT. Seu merda".

Feministas podiam depilar a axila.
"Hmmm, nessa eu concordo. Boa!"

Ah! E, pra finalizar, antes que eu me esqueça: Vão vocês.

Muito obrigado

-

MAURÍCIO MEIRELLES é comediante e repórter do "CQC".

  • Últimas notícias 
  •  

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga agora o F5 no Twitter

Livraria da Folha