SPFW

'A roupa aqui é muito cara', diz Alexandre Herchcovitch

Selo SPFW

Mais longevo e festejado estilista do calendário nacional, Alexandre Herchcovitch desfila neste sábado (26), às 9h30, no Theatro Municipal, a coleção de verão 2018 da grife À La Garçonne.

Por indisponibilidade de agenda do teatro, pela primeira vez em sua carreira ele não está na programação oficial da São Paulo Fashion Week, que começa no domingo (27).



Folha - Por que é importante para a marca desfilar?

Alexandre Herchcovitch - Sempre acreditei que a melhor maneira de mostrar uma roupa é num corpo em movimento. Para as marcas com que trabalho, aconselho desfilar.

Como analisa o perfil das marcas dos últimos anos?

Não há um só perfil, as marcas surgiram pela demanda de um certo produto, por modismo, por vocação ou por ser mais um negócio possível.

O que deve mudar no formato de semanas de moda?

Já está mudando. Cada marca faz seus lançamentos conforme a necessidade. Não há mais regras, não há mais certo ou errado. Fato é que nenhuma semana de moda é ou pode ser mais importante que uma marca.

Qual foi seu melhor desfile?

Gosto muito de um que fiz em 1995 na Faap, fora de eventos, no qual minha inspiração foi a modelagem da camiseta.

E qual foi o pior desfile?

Nunca parei para pensar.

O que precisa mudar no sistema da moda no Brasil?

A roupa aqui é muito cara.

Que autocrítica os estilistas devem fazer nesse período de mudanças econômicas?

Para quem vendo? Quanto meu público está disposto a pagar por certo produto? O que faço vale quanto eu peço? Qual é a melhor maneira de mostrar minhas coleções?


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem