Tony Goes

Revelação de Ivana em 'A Força do Querer' foi a melhor cena de novela em anos

No capítulo desta terça (29) de "A Força do Querer" (Globo), aconteceu o mais que esperado. Depois de meses de hesitação e autodescobertas, Ivana (Carol Duarte) reuniu a família para anunciar que é transexual.

Spoilers não faltaram. A própria emissora divulgou com antecedência a data do desabafo, além de fotos de Ivana já com os cabelos curtinhos. Ao longo do dia, as chamadas da novela entregaram muito do que iria se ver.

E, mesmo assim, o impacto foi tremendo. Porque, para começar, a cena foi longuíssima. E dolorosa. Primeiro, Ivana implora pelo apoio dos pais, Joyce (Maria Fernanda Cândido) e Eugênio (Dan Stulbach). Logo em seguida, é rejeitada por eles, entre choro e ranger de dentes.

Seguiram-se desdobramentos: a jovem se trancou no quarto, cortou os próprios cabelos, chorou e abraçou a mãe, falou novamente com o pai. A cena repercutiu até fora daquele ambiente, com outros personagens comentando a transição de Ivana.

E repercutiu na internet, é claro. Imediatamente as redes sociais se encheram de comentários, com as hashtags #Ivana e #AForçaDoQuerer entrando no "hit parade" mundial.

Para surpresa de alguns, a imensa maioria dos comentários era favorável ao drama de Ivana. E isso se deve muito ao trabalho de Glória Perez, que soube conquistar a simpatia do público durante meses a fio, passo a passo.

Aqui cabe um paralelo com "Amor à Vida" (Globo, 2013). Em sua primeira novela na faixa das 21h, o autor Walcyr Carrasco realizou uma proeza semelhante.

Mais ou menos na metade da trama, o vilão Félix (Mateus Solano) havia caído nas graças do espectador por causa de seus bordões engraçados e da impagável interpretação do ator.

Carrasco então conseguiu sensibilizar a audiência ao mostrar que Félix não era mau por natureza, e sim revoltado com a rejeição que sofreu do próprio pai. Em paralelo, começou a tecer um envolvimento entre Félix e Niko (Thiago Fragoso), de modo a não escandalizar ninguém.

Quando, no último capítulo, eclodiu o beijo entre os dois —o primeiro em horário nobre na teledramaturgia brasileira— criou-se um clima quase que de final de Copa do Mundo, muito alimentado pela Globo.

Houve reclamação? Sim, mas não o suficiente para banir o beijo entre pessoas do mesmo sexo nas novelas, que até se tornou corriqueiro de lá para cá.

Mas nem o beijo gay de "Amor à Vida" nem a trans de "A Forca do Querer" teriam grande impacto se a sociedade não estivesse interessada nestes assuntos. Eles não aconteceram no vácuo: o momento histórico pede e propicia ações desse tipo, e tanto Carrasco como Perez souberam aproveitá-lo muito bem.

Para terminar: que fenômeno que é Carol Duarte! Em sua primeira novela, a atriz de 25 anos encarou um papel dificílimo, mas saiu-se tão bem que vai ganhar todos os prêmios de revelação de 2017.

Difícil mesmo vai ser fazer mocinhas ingênuas depois de um personagem como Ivana.

Tony Goes

Tony Goes tem 56 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem