Tony Goes

'Pega Pega' apresenta personagens dúbios em estreia movimentada

Com a responsabilidade de manter a sequência ininterrupta de sucessos na faixa das 19 horas da Globo, iniciada com "Alto Astral" no final de 2014, Pega-Pega estreou nesta terça (6) com um capítulo agitado e divertido.

Claudia Souto, mais uma veterana colaboradora em obras alheias, tem aqui sua primeira oportunidade de assinar uma novela como titular. Um tipo de promoção que a emissora vem fazendo com frequência, para renovar seu time de autores.

A trama é centrada no fictício Carioca Palace Hotel, claramente inspirado no Copacabana Palace, o mais tradicional hotel do Rio de Janeiro. O proprietário do Carioca também tem um pezinho na realidade: Pedrinho Guimarães (Marco Caruso) lembra muito o bon vivant Jorginho Guinle (1916 2004), da família que foi dona do Copa durante décadas.

O título original da novela era "Pega Ladrão", pois seu plot principal é o roubo dos 40 milhões de dólares que Pedrinho recebe pela venda de seu estabelecimento. Cogitou-se que a mudança, há pouco mais de um mês, teria sido feita para evitar qualquer referência ao complicado momento político que vivemos.

De qualquer maneira, o que se viu no primeiro capítulo foi um desfile de personagens que não podem ser classificados nem como vilões, nem como mocinhos.

Pedrinho é simpático e adorável, mas exige receber o pagamento pelo hotel em dinheiro vivo para fugir com ele do Brasil e dos impostos. Os funcionários que planejam roubá-lo têm motivos variados. A camareira Sandra Helena (Nanda Costa) só quer uma vida de luxo; já o garçom Julio (Thiago Martins) precisa urgentemente pagar os aluguéis atrasados da casa onde vive com as tias.

Ele irá se envolver com a policial Antonia (Vanesa Giácomo), que abriu o capítulo com uma espetacular sequência de perseguição em plena praia de Copacabana (provavelmente gravada de madrugada, já que o movimento por lá costuma ser intenso).

Outros núcleos foram apresentados. Em Foz do Iguaçu, o empresário Eric (Mateus Solano), que irá comprar o Carioca Palace, parece esconder um segredo maior do que a tumultuada relação com sua filha Bebete (Valentina Herszage), que tenta fugir com Márcio (Jaffar Bambirra), um jovem integrante de uma companhia de teatro de bonecos.

Os dois acabam se perdendo à noite numa mata, onde acontece a cena mais ousada da estreia. Bebete vê, atrás de uma árvore, um canguru (em computação gráfica) que acena para ela. O bicho na verdade é um dos bonecos de Márcio, mas só a garota o vê se mexer sozinho. Lembrou a relação do Calvin das histórias de quadrinhos com Hobbes, seu tigre de pelúcia.

Ainda é cedo para saber se essa novidade vai funcionar. Já os demais ingredientes de "Pega Pega", se não arriscam muito, tampouco comprometem a receita bem-sucedida do horário: romance e humor com algumas pitadas de ação. E personagens dúbios, que transitam entre o bem e o mal, o que deixa qualquer narrativa mais interessante.

Tony Goes

Tony Goes tem 56 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem