Tony Goes

É a crise: presentes aos indicados do Oscar deste ano valem apenas 100 mil dólares

Parabéns! Você foi indicado ao Oscar. Sua fama irá crescer ainda mais. Seu cachê, pelo menos nos próximos anos, também. E, pelo resto da vida, seu nome virá acompanhado pela frase "indicado ao prêmio da Academia".

Ah, tem mais: você também vai ganhar uns presentinhos. Roupas, joias, cosméticos, viagens. No total, dá uns 100 mil dólares (aproximadamente R$ 307 mil). Pois é, não tá fácil pra ninguém: em 2016, a soma do valor desses brindes chegava a US$ 232 mil.

Bem-vindo ao maravilhoso mundo das "gift bags", ou sacolas de presentes. No sentido figurado, é claro. Os presentes já são tantos, e tão espetaculares, que já não cabem mais em sacola nenhuma.

A prática começou em 2001, quando a Academia das Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood achou que seria de bom tom distribuir umas lembrancinhas entre os indicados ao seu prêmio anual, o Oscar.

Logo de cara, dezenas de empresas aderiram à ideia, fornecendo seus produtos e serviços totalmente de graça. Quer dizer, totalmente, não: o que todas esperavam é que os astros do cinema fossem flagrados usando esses produtos e serviços, gerando propaganda para elas.

A coisa chegou a tal ponto que, em 2006, o Imposto de Renda americano resolveu taxar esses regalos —afinal, eles fazem parte do rendimento dos agraciados. A Academia então acabou com a brincadeira, pois presentear algo que incorre em impostos é mais feio que esquecer a etiqueta com o preço no pacote.

(FILES) This file photo taken on January 09, 2017 shows actors Ryan Gosling and Emma Stone, winners of the Best Performance by an Actor/Actress in a Motion Picture ? Comedy or Musical for 'La La Land'
Ryan Gosling e Emma Stone, que concorrem ao Oscar de melhor ator e atriz por 'La La Land' - Robyn Beck/AFP

Foi neste vácuo que surgiu a Distinctive Assets, uma agência baseada em Los Angeles especializada em montar cornucópias. Nos primeiros tempos, ela ainda anunciava que os presentes iam para os indicados pela Academia. Até que, no ano passado, a própria Academia entrou com um processo para impedir que a Distinctive Assets usasse seu nome nisto que é apenas uma glamourosa ação de marketing.

Este ano, apenas 26 felizardos irão receber a sacola, graciosamente batizada de "Everyone Wins" (Todo Mundo Ganha): cada um dos cinco indicados nas categorias de melhor ator, atriz, ator coadjuvante, atriz coadjuvante e diretor, além do apresentador da cerimônia que acontece neste domingo (26), o comediante Jimmy Kimmel.

E o que eles irão ganhar? O item mais vistoso é uma estadia de três dias numa mansão particular com 18 quartos no norte da Califórnia, no valor de 40 mil dólares. Também estão incluídas hospedagens em dois hotéis na Itália (US$ 5 mil cada; veja a foto de um deles abaixo), um spa em San Diego (US$ 8.850) e um resort no Havaí (US$ 6.500). Sempre com direito a acompanhante, óbvio.

Hotel em Sorrento que terá diária oferecida a indicados ao Oscar
Grand Hotel Excelsior, em Sorrento, na Itália, que terá diária oferecida a indicados ao Oscar - Reprodução/Insagram

Também tem um broche de brilhantes, uma garrafa de champanhe personalizada, cigarros eletrônicos, maçãs de designer (sim, elas existem), tratamentos de beleza e até mesmo um kit de primeiros socorros que oferece a experiência sem preço de salvar uma vida. E muito, muito mais.

Pelo menos não há nenhum item bizarro como a plástica nos seios oferecida em 2016, chamada de vampiro porque usava o sangue da própria paciente para aumentar seu busto...


Tony Goes

Tony Goes tem 56 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem