Celebridades

'Madonna é uma assassina de filmes e não sabe atuar', dispara a atriz Patti LuPone

A atriz Patti LuPone, que participou dos seriados "American Horror Story" e "Penny Dreadful", mas ganhou fama por sua carreira nos palcos da Broadway, não poupou críticas à cantora Madonna nesta terça-feira (9).

Em entrevista ao programa americano "Watch What Happens Live", Patti foi questionada sobre sua relação com a rainha do pop. "A única coisa que ela já disse para mim foi 'eu sou mais alta que você'", contou.

Actor Patti LuPone arrives for the 2017 Tony Awards Meet The Nominees Press Reception in New York
A atriz Patti LuPone - BRENDAN MCDERMID/REUTERS

Madonna estrelou o filme "Evita", de 1996, uma adaptação do musical sobre a líder argentina Eva Perón. Nos palcos da Broadway, foi Patti quem deu origem à personagem, em 1979.

O apresentador Andy Cohen então perguntou sua opinião sobre a atuação de Madonna e, após rir e ficar constrangida, a atriz disse que achou uma das cenas "uma m...".

"A Madonna é uma assassina de filmes e não sabe atuar. Ela não deveria estar em filmes ou no palco. Ela é uma ótima performer no que ela faz, mas não é atriz."

Cena do filme "Evita": Madonna sings in the role of Eva Perón in the movie "Evita". The never-shy pop diva said she would be nominated for an Oscar for her role in the film, and Hollywood is waiting t
Cena do filme 'Evita', com Madonna no papel de Eva Perón - Reuters

Outra personagem do teatro musical originada por Patti foi Norma Desmond, em "Sunset Boulevard", atualmente em cartaz com Glenn Close como a protagonista. Ao ser questionada se já assistiu à produção, a atriz respondeu: "Eu dei origem ao papel [em Londres], então não acho que preciso assistir".

Patti protagonizou uma briga com o compositor Andrew Lloyd Webber, que a prometeu a protagonista para a versão americana do musical, mas acabou escolhendo Glenn Close para viver Norma nos Estados Unidos. O caso foi parar nos tribunais.



Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem