Celebridades

Mãe de dois filhos, Maria Fernanda Cândido diz que não pode julgar Joyce apenas compreendê-la

Em "A Força do Querer", a socialite Joyce, interpretada pela atriz Maria Fernanda Cândido, 42, vive tempos de conflito.

De um lado, ela se choca com a filha Ivana (Carol Duarte), que dispensa a feminilidade tão idolatrada pela mãe. Do outro, vive um estremecimento na relação com o marido, Eugênio (Dan Stulbach), que decide arriscar novos caminhos em sua vida profissional, colocando a estabilidade financeira da família em risco.

E para completar, está insatisfeita com o casamento do filho, Ruy (Fiuk), com Ritinha (Isis Valverde).

Maria Fernanda Cândido interpreta Joyce em "A Força do Querer"
Maria Fernanda Cândido interpreta Joyce em "A Força do Querer" - Divulgação

Maria Fernanda confessa que é difícil pensar em qual conselho daria para sua personagem superar este momento.

"Talvez diria a ela para que tentar se abrir para um diálogo mais aprofundado com o marido e com os filhos. Ela é uma pessoa maravilhosa, tem muitas qualidades. Mas, neste momento, talvez ela pudesse tentar se conectar mais profundamente com todos eles, para poder entender melhor o que está se passando", arrisca.

Um dos momentos mais esperados pelos telespectadores da novela é a transformação de Ivana, que vai se descobrir transexual ao longo da trama --o que certamente vai contribuir para o aumento das angústias de Joyce.

Segundo a atriz, por mais que os pais projetem a vida dos filhos de acordo com suas referências, é preciso estar atento e flexível para outras possibilidades.

Joyce (Maria Fernanda Cândido) e Ivana (Carol Duarte)
Joyce (Maria Fernanda Cândido) e Ivana (Carol Duarte) - Reprodução

Maria Fernanda confessa que é difícil pensar em qual conselho daria para sua personagem superar este momento.

"Ela está errada em projetar seus ideais na filha? Não dá pra dizer. Você tem um filho, começa a criá-lo e aí você projeta, você pensa coisas, você sonha. É algo quase inerente. Você nem escolhe muito. Acontece", opina ela, que é mãe de Tomás, 11, e Nicolas, 8, frutos da união com o empresário francês Petrit Spahira.

"Essa criança vai crescendo e vai desenvolvendo seus próprios desejos, sua própria maneira de pensar, seus gostos, vai fazendo suas opções... Muitas vezes essas opções não batem com o que os pais projetaram", diz. E arremata: "A minha função não é julgar a Joyce. A minha função é compreendê-la e interpretá-la."

Maria Fernanda Cândido estava longe dos folhetins há bastante tempo. Seu último papel de peso foi em 2005, na novela "Como Uma Onda". Depois disso, ela fez participações especiais em "Paraíso Tropical" (2007) e "Lado a Lado" (2012). Integrou também o elenco de diversas séries, cinema e dedicou-se à maternidade.


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem