Celebridades

Quem é a 'rainha do divórcio' de Hollywood que representa Jolie na separação de Pitt

Selo BBC Brasil

Quando se casam, as celebridades de Hollywood atraem todos os holofotes para suas histórias de amor. Mas, quando se divorciam, seus advogados passam a dividir com eles o foco das atenções.

É assim que entram em cena profissionais como Laura Wesser, a advogada que a atriz e cineasta Angelina Jolie acaba de contratar para representá-la no divórcio do astro Brad Pitt, segundo informou o site "TMZ".

Jolie, um dos ícones atuais de beleza e atuação humanitária, apresentou na última segunda-feira (19) um pedido para dissolver sua união com Pitt, com quem começou a namorar em 2004 e estava oficialmente casada havia dois anos.

LEIA MAIS: O fim de 'Brangelina': a trajetória de um dos casais mais famosos do showbiz

LEIA MAIS: 'Os 100 melhores filmes do século 21'

Wasser, 48, é conhecida como a "rainha do divórcio" em Hollywood por sua tenacidade, habilidade de tratar cada caso como uma "transação de negócios" e, é claro, por sua longa lista de clientes famosos.

A agência Bloomberg descreve a profissional como uma "solução completa para os divórcios de Hollywood" e diz que ela cobra US$ 850 (cerca de R$ 2,7 mil) por hora, além de pedir US$ 25 mil (R$ 81 mil) adiantados e poucas vezes representar alguém com um patrimônio menor que US$ 10 millhões (R$ 32,4 milhões).

Clientes-estrelas

A advogada recentemente representou Johnny Depp em seu difícil divórcio da também atriz Amber Heard, um acordo firmado em US$ 7 milhões (R$ 22,6 milhões) no mês passado.

Entre seus clientes famosos estão ainda Kim Kardashian, Christina Aguilera, Heidi Klum, Mariah Carey, Drew Barrimore, Jennifer Garner e Gwen Stefani.

Wasser tem atuado principalmente a favor das mulheres em separações tumultuadas como a de Denise Richards e Charlie Sheen, além de ter representado Maria Shriver contra Arnold Schwarzenegger, Robyn Moore contra Mel Gibson e Melanie Griffith contra Antonio Banderas.

A advogada também obteve desfechos favoráveis em casos difíceis, como o de Britney Spears, que conseguiu a custódia dos filhos apesar de ter passado por um processo de exposição pública de seus problemas emocionais.

Um negócio de família

Pode-se dizer que a advogada carrega no sangue a escolha pela profissão, bem como pela área em que atua no direito.

Mãe de dois filhos, Wasser nasceu em Beverly Hills, coração da indústria americana do entretenimento, estudou na Universidade da Califórnia em Berkeley e fez sua pós-graduação na Escola de Leis de Loyola, em Los Angeles.

Uma coincidência interessante: seu nome completo é Laura Allison Wasser, de forma que suas iniciais compõem a palavra "law", que significa "lei" em inglês.

O primeiro caso de dissolução matrimonial em que atuou foi o dela própria, em 1993.

Filha de advogados, ela trabalha desde os 26 anos no escritório do pai, Dennis Wasser, ele mesmo um famoso advogado de divórcios —representou Tom Cruise e Steven Spielberg em seus respectivos casos.

À Bloomberg, ele afirmou que todos os clientes da Wasser, Cooperman & Mandels são de alto perfil. Em seu escritório, há um grande letreiro que diz: "Fim".

Estratégia

Segundo aqueles que a conhecem, Laura Wasser é valorizada pelas celebridades pela calma com a qual atua em negociações tempestuosas e pela obstinação com que representa seus clientes.

Sua filosofia é de que ela não está ali para oferecer apoio emocional, mas para abordar cada caso como uma "transação de negócios", como afirmou ao site de entretenimento "E!".

"Um terapeuta custa menos que eu", afirmou.

"E o que eu sei? Tenho dois filhos de pais diferentes, não sou uma pessoa que possa dar conselhos matrimoniais."

Um dos focos de Wasser ao assumir um caso é reduzir a atenção da imprensa.

Suas táticas incluem conseguir com que os casais resolvam amigavelmente, e com privacidade, os detalhes do acordo, antes de registrar os documentos nos tribunais, aos quais os jornalistas têm acesso.

Um exemplo é a dissolução do casamento de Melanie Griffith e Antonio Banderas, como contou a atriz à Bloomberg.

"Trabalhamos no divórcio por um ano e meio", disse Griffith. "Quando registramos, havia alguns assuntos particulares que Antonio e eu concordamos em deixar de fora dos documentos oficiais para que não saíssem (na imprensa)."

Como parte de sua estratégia, Wasser aconselha as partes a esperar que ela registre vários casos de separação de alto perfil ao mesmo tempo, para que a imprensa não tenha outra opção a não ser diluir a informação em meio a uma grande avalanche de notícias sobre divórcios simultâneos.

Em 2013, a advogada publicou um livro: "It doesn't have to be that way: How to divorce without destroying your family ou bankrupting yourself" ("Não tem que ser dessa maneira: como se divorciar sem destruir sua família nem acabar falido", em tradução livre).

No mesmo ano, porém, ressaltou em entrevista ao diário britânico "The Telegraph" que ser uma advogada de divórcios não significa que ela tenha o segredo para um casamento perfeito.

"Só sei sobre divórcios. Não sei sobre como ficar casada."


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem