Publicidade

celebridades

Gusttavo Lima explica o que é o "tchê tchêrere tchê tchê"

22/11/2011 - 07h53

Publicidade

VITOR MORENO
DE SÃO PAULO

Uma das músicas mais tocadas do ano tem um dos refrões mais inusitados de todos os tempos.

"Gata, me liga, mais tarde tem balada, quero curtir com você na madrugada: dançar, pular, que hoje vai rolar o 'tchê tcherere tchê tchê'", diz a letra de "Balada Boa".

"Pode ser o que a pessoa quiser", explica Gusttavo Lima, 22, novo queridinho da cena sertaneja. "Pode ser balada, pode ser sexo..."

O cantor diz que ele mesmo achava a canção brega e que relutou em gravá-la.

"Eu não era muito fã", admite. "Achava que não combinava comigo."

Mesmo assim, aceitou o pedido de sua gravadora e diz que começou a mudar de opinião logo depois de executá-la pela primeira vez no show que deu origem ao CD e DVD "Gusttavo Lima e Você - Ao Vivo".

"Depois do show, estava todo mundo cantarolando justo essa música", ri.

A estratégia da gravadora deu certo: há um mês, o CD e DVD é o mais vendido do Brasil. No domingo (20), Gusttavo esteve no "Domingão do Faustão" (Globo), onde recebeu um disco de platina.

Agora, ele está planejando ampliar seus horizontes. Em janeiro, fará nove shows nos Estados Unidos, onde passará por cidades como Boston e Las Vegas.

"Os ingressos já estão esgotados graças aos brasileiros que moram por lá", comemora.

Ele volta antes do Carnaval, onde se apresentará no trio do bloco Pirraça, em Salvador (BA).

Fernando Hiro/Divulgação
O cantor Gusttavo Lima
O cantor Gusttavo Lima, que ganhou disco de platina ontem no "Domingão do Faustão", na gravação de seu DVD

VIRADA

Gusttavo nasceu Nivaldo Batista Lima em uma família humilde em Presidente Olegário (MG).

"Há quinze anos não tinha o que comer dentro de casa", afirma.

Ele começou a cantar profissionalmente aos nove anos e se mudou diversas vezes de cidade, tentando emplacar como músico.

Já teve uma dupla --Gustavo e Alexandre, quando assumiu o nome artístico, ainda com um "t" apenas-- e liderou uma banda.

Ganhou o segundo "t" do nome em 2009, quando começou a carreira solo em Goiânia, onde o estilo sertanejo é dominante.

"Tem gente que diz que é por causa da numerologia, mas não tem nada a ver", afirma. "Já havia uma pessoa com o domínio Gustavo Lima e decidimos acrescentar o outro 't'".

Veja trecho do DVD "Gusttavo Lima e Você - Ao Vivo"

Veja vídeo

SOLO

"Cantar sozinho é mais difícil", afirma. "A atenção está toda em cima de você."

Mesmo assim, não pretende voltar a cantar com mais ninguém.

"Em time que está ganhando não se mexe", diz.

"O Luan Santana ajudou a abrir as portas para o sertanejo solo", comenta.

Ele não gosta muito, no entanto, da comparação entre os dois.

"Já deu essa história", afirma. "Isso é bobeira, não existe semelhança nem rivalidade. Todo mundo tem seu espaço. É como se não pudesse existir o Zezé di Camargo e Luciano por que já tinha o Chitãozinho e Xororó."

  • Últimas notícias 
  •  

gostou? leia também

  •  

Publicidade

Siga agora o F5 no Twitter

Livraria da Folha