Você viu?
Descrição de chapéu BBC News Brasil

Foto viral de dragão-de-komodo revela construção de atração tipo 'Jurassic Park' em ilha

Esta foto viralizou nas redes sociais na Indonésia no fim de semana
Esta foto viralizou nas redes sociais na Indonésia no fim de semana - BBC Brasil/ Save Komodo Now

A foto de um dragão-de-Komodo enfrentando um caminhão de obra levantou polêmica sobre a construção de uma atração turística no estilo do filme "Jurassic Park: Parque dos Dinossauros" na ilha de Rinca, na Indonésia.

O empreendimento multimilionário faz parte dos planos do governo para revitalizar o turismo no Parque Nacional de Komodo.

A imagem, que viralizou nas redes sociais, gerou questionamentos sobre o impacto na conservação dos célebres animais, considerados os maiores lagartos do mundo. As autoridades afirmam, por sua vez, que nenhum dragão-de-komodo foi ferido e que a segurança da espécie é primordial.

Os dragões-de-komodo só são encontrados na natureza em um punhado de ilhas indonésias, onde se estima que tenham vivido por milhões de anos. Eles atraem visitantes de todo o mundo e, nos últimos anos, as autoridades têm se empenhado em tentar conciliar a conservação da espécie com o turismo no parque nacional.

Os dragões-de-omodo são os maiores lagartos do mundo
Os dragões-de-omodo são os maiores lagartos do mundo - BBC Brasil/ Getty Images

No ano passado, chegou a ser cogitado fechar a ilha de Komodo —lar da maioria dos lagartos— e banir os 2.000 habitantes que vivem há gerações junto aos répteis, mas a ideia foi abandonada.

Em vez disso, as autoridades decidiram introduzir uma taxa de US$ 1.000 (cerca de R$ 5.600) para quem quiser visitar a ilha —como forma de acabar com o turismo de massa e proteger os dragões e seu habitat natural.

Porém, na mesma época, as autoridades também revelaram planos de construir um empreendimento turístico na ilha vizinha de Rinca, que abriga a segunda maior população de dragões-de-komodo.

O projeto foi apelidado de "Jurassic Park" depois que os arquitetos compartilharam no mês passado um vídeo com a proposta —acompanhado da célebre trilha sonora do filme de Steven Spielberg. O vídeo parece ter sido removido desde então.

O QUE AS PESSOAS ESTÃO FALANDO SOBRE A FOTO?

No fim de semana, a imagem de um dragão-de-komodo enfrentando um caminhão de obra na ilha de Rinca viralizou nas redes sociais. A foto foi compartilhada pelo coletivo de ativistas Save Komodo Now, que escreveu:

"Esta é a primeira vez que os dragões-de-komodo estão ouvindo o barulho de motores e o cheiro de fumaça. Qual será o impacto futuro desse projeto? Alguém ainda se preocupa com conservação?"

Greg Afioma, um dos membros do coletivo, disse à BBC que o grupo está preocupado com o impacto negativo do empreendimento sobre os répteis e os moradores. "Este tipo de empreendimento de grande porte perturba a interação dos animais. Isso vai mudar seu habitat", avalia.

Autoridades do governo informaram à BBC, por sua vez, que analisaram a foto compartilhada nas redes sociais e que nenhum dragão-de-komodo foi ferido durante as obras.

"Nenhum dragão-de-komodo vai se tornar vítima", declarou Wiratno, diretor-geral de Conservação da Natureza e Ecossistemas do Ministério do Meio Ambiente e Florestas da Indonésia. Ele acrescentou que uma equipe do seu ministério iria à ilha para garantir que os protocolos de segurança sejam seguidos para proteger os animais.

A Indonésia tem atualmente uma população de cerca de 3.000 dragões-de-komodo, de acordo com dados do governo. Eles podem chegar a medir até 3 metros de comprimento, têm dentes afiados e uma mordida venenosa.

A maioria —aproximadamente 1.700— vive na ilha de Komodo, enquanto cerca de mil habitam a ilha de Rinca. O parque nacional como um todo foi declarado Patrimônio Mundial da Unesco.

BBC News Brasil
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem