Você viu?

Tailândia cancela festival da água que marca Ano Novo Budista por causa do coronavírus

País tem 2.579 casos confirmados de Covid-19 e 40 mortes

Festival da Água em Songkran
Festival da Água em Songkran - Jorge Silva/Reuters
Bancoc (Tailândia)

Os tailandeses terão que encontrar outra maneira de se refrescar este ano, depois que o governo cancelou o festival anual da água que celebra o Ano Novo Budista para conter o surto do novo coronavírus.

A Tailândia geralmente celebra seu tradicional ano novo, ou Songkran, de 13 a 15 de abril, quando multidões lotam as ruas em um festival barulhento, com batalhas de água com pistolas, baldes e canhões de água disparados de caminhões.

A Tailândia registrou 2.579 casos confirmados de Covid-19 e 40 mortes desde o início do surto em janeiro, com mais da metade dos casos em Bangcoc, disse um porta-voz do órgão governamental centro de administração do Covid-19, Taweesin Wisanuyothin, nesta segunda-feira (13).

Ratikorn Cheunsuksombook, 40, lamentou não poder celebrar o festival da água. “Tenho que ficar em casa, não posso ir a lugar algum. Quero ver meus amigos, mas nenhum deles quer me ver”, disse.

Na semana passada, o governo anunciou a proibição da venda de bebidas alcoólicas para limitar as reuniões sociais e pediu à população que se abstivesse das atividades de Songkran, viajando de volta às cidades de origem e derramando água por bênçãos aos membros mais velhos da família.

Os shoppings de Bangcoc estão fechados, exceto restaurantes para entrega, e foi instaurado um toque de recolher em todo o país, das 22h às 04h.

Jiraporn Kuhakan, Panu Wongcha-um e Panarat Thepgumpanat Reuters
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem