Você viu?

Estudante cria software para calcular quantos rolos de papel são necessários na quarentena

Papel higiênico tem se tornado artigo de luxo no mundo

Gôndolas de papel higiênico e álcool gel vazias na Alemanha Alemanha - Arthur Cagliari/Folhapress
São Paulo

Os rolos de papel higiênico têm se tornado escassos nas gôndolas dos mercados ao redor do mundo. A crise já atinge países na Europa como França e Espanha além da Austrália e Estados Unidos.

Isso tem acontecido por causa do medo das pessoas em ficar sem papel em casa. Com isso, muita gente tem estocado papel o que faz com que haja desabastecimento nas lojas.

Pensando nisso, um estudante londrino de software chamado Ben Sassoon e seu amigo artista Sam Harris criaram um mecanismo para calcular quantos rolos seriam necessários para cada pessoa no momento da quarentena pelo coronavírus. O site pode ser acessado aqui.

Nele, a pessoa pode colocar a quantidade de rolos que ela já possui em casa e calcular as vezes em que costuma sentir vontade de ir ao banheiro. Os resultados têm ficado bem superiores ao necessário. As pessoas têm estocado papel mais do que precisam e em média o usuário possui 500% mais papel higiênico do que o necessário para a quarentena.

De acordo com o jornal El País, além da Espanha, em Hong Kong o produto também escasseou. Também há problemas desse tipo nos mercados do Reino Unido, de Cingapura e até nos brasileiros.

Entre os impactos desencadeados pela pandemia do coronavírus, o preço do papel higiênico disparou na Europa. Na Espanha, subiu 412% e na França, 318%, entre os dias 10 de fevereiro e 11 de março, segundo a consultoria Euromonitor.

No Brasil, o preço do papel subiu só 2% no período. Especialistas esperam um comportamento de demanda semelhante por aqui nos próximos dias.

Vídeos publicados na internet mostram o desespero da população francesa por conta do papel. Sai até brigas em mercados.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem