Você viu?

Príncipe William e Kate criticam redes sociais por fake news, discurso de ódio e bullying

Empresas de tecnologia 'têm muito o que aprender' sobre responsabilidade

Kate e William visitaram a BBC nesta quinta
Kate e William visitaram a BBC nesta quinta - BBC News Brasil/Getty Images

Descrição de chapéu BBC News Brasil

O príncipe William disse que as empresas de redes sociais "estão na defensiva" ao lidar com "notícias falsas, extremismo, polarização, bullying e questões de saúde mental e invasão de privacidade". Em um discurso dado na sede da BBC, em Londres, nesta quinta, o duque de Cambridge disse que redes sociais permitiram que "desinformação e conspirações poluíssem o espaço público".

"A autoimagem deles é tão baseada em seu poder positivo para o bem que eles parecem incapazes de se envolver em uma discussão construtiva sobre os problemas sociais quer estão criando", afirmou William.
O príncipe e sua mulher, a duquesa de Cambridge, foram convidados à BBC para testar um novo aplicativo de segurança na internet.

Durante a visita, o casal real conheceu crianças e seus pais, que participaram da criação do aplicativo.
"As ferramentas que usamos para parabenizar uns aos outros por marcos e sucessos da vida também podem normalizar discursos cheios de ódio. Os sites que usamos para estar conectados podem criar profundos sentimentos de solidão e inadequação para alguns", disse o príncipe.

Ele afirmou que não diz isso "com raiva" e que acredita que "os nossos líderes de tecnologia são pessoas de integridade" que trazem muitos benefícios para a sociedade. No entanto, disse ele, as empresas de tecnologia "têm muito o que aprender" sobre responsabilidade.

"As empresas redes sociais conectaram o mundo de uma forma inédita na história da humanidade. Com certeza também é possível trabalhar em conjunto para lidar com as consequências inesperadas dessas conexões", afirmou."Não é preciso escolher entre ter lucros ou valores. É possível fazer o bem e ser bem-sucedido."

A BBC participa de uma força-tarefa criada pelo príncipe para combater o bullying. Depois de ser recebido por grupos de pessoas empolgadas em frente à sede da BBC, no centro de Londres, o casal real foi fotografado com o diretor-geral da BBC, Tony Hall, e a diretora da BBC Children, Alice Webb.

Durante a curta visita nesta quinta, o casal também se encontrou com jovens que escreveram e participaram de um novo vídeo da campanha do príncipe contra o bullying. A campanha, chamada "Pare, Fale, Apoie", envolve um código nacional de conduta para crianças sobre o que fazer caso se deparem com bullying na internet.

Essa não é a primeira vez que o casal real se pronuncia sobre bullying na internet. Eles lançaram uma força-tarefa para lidar com o problema em junho de 2016, envolvendo empresas como Facebook, Snapchat e Google.

Desde então eles falaram sobre o assunto mais de uma vez, mas esse discurso representa uma mudança de tom, segundo Leo Kelion, editor de tecnologia da BBC. "Em vez de focar em cooperação, dessa vez o príncipe acusou os gigantes da tecnologia de terem uma postura orgulhosa e defensiva, e de colocaram o interesse dos acionistas acima do bem-estar dos usuários", analisa Kelion.

O príncipe também disse que estava desapontado que a força-tarefa não conseguiu resultados melhores.
A fala de William vem em um momento em que as mídias sociais - e principalmente o Facebook - estão sob escrutínio devido a problemas recentes envolvendo vazamento de dados e manipulação de informações.

DESAFIO

A BBC apresentou as críticas do príncipe à Mark Zuckerberg, fundador e presidente do Facebook.
Ele disse que parte do desafio é descobrir como encontrar um equilíbrio entre a privacidade que os usuários exigem e o desejo de fazer mais para combater comportamentos negativos.

"Eu acho que é uma negociação entre ter mais privacidade ou mais segurança (no conteúdo)", disse Zuckerberg. "Muito do que estamos tentando fazer é projetar sistemas de segurança que deem também uma boa privacidade para as pessoas." "É por isso que essas questões são importantes, e nem sempre as pessoas concordam sobre qual é o limite entre uma coisa e outra."

VISITAS REAIS

Esta também não é a primeira vez que o casal real visita a BBC –em 2017 eles participaram de um programa na emissora Radio 1. E a Rainha visitou a BBC em 2013, quando visitou a redação.

BBC News Brasil
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem